quinta-feira

27

junho 2013

6

COMMENTS

Músicas inspiradas nos recentes protestos

Written by , Posted in Destaque, Música


foto: I Hate Flash

Muita gente criticou o silêncio dos artistas durante as manifestações das últimas semanas, como se eles tivessem obrigação de compreender tudo que estava acontecendo instantaneamente – mesmo que ninguém mais estivesse conseguindo.

Ainda assim, vários artistas se arriscaram e se manifestaram através de suas redes sociais, repercutindo até na MTV dos EUA (mas quase nada na daqui). O ditado “em boca fechada não entra mosca” veio a mente ao ouvir o que O Rappa falou. Elza Soares foi bem melhor, citando Zé Keti em um show ainda no dia 15 de junho.

Outros, fizeram ou requentaram músicas. No espírito das reinvicações, tanto se pediu que alguns atenderam. Se isso foi bom ou ruim, tire você mesmo suas próprias conclusões.

Abaixo, as contribuições musicais de Tom Zé; Seu Jorge, Pretinho da Serrinha e Gabriel Moura; Latino; e Edu Krieger.

Tom Zé, “Povo Novo”:

A minha dor está na rua
Ainda crua
Em ato um tanto beato, mas
Calar a boca, nunca mais!
O povo novo quer muito mais
Do que desfile pela paz

Mas Quero muito mais
Quero gritar na
Próxima esquina
Olha a menina
O que gritar ah, o
Olha menino, que a direita
Já se azeita,
Querendo entrar na receita, mas
De gororoba, nunca mais

Já me deu azia, me deu gastura
Essa politicaradura
Dura,
Que rapa-dura!

Seu Jorge, Pretinho da Serrinha e Gabriel Moura, “Chega (Não é pelos 20 centavos)”:

Chega! De impunidade
Chega! De desigualdade
Todo mundo tá chegando
Não é pelos 20 centavos que estamos lutando

Chega! De não ter casa pra morar
Chega! De não ter grana pra pagar
O povo não está brincando
Não é só pelos 20 centavos que estamos lutando

Chega! Todo mundo vai pra rua
Chega! Você vai ficar na sua
É uma falta de respeito, canta forte por seus direitos

Brasil! Tá na tua hora
Brasil! Tem que ser agora
Não é só pelos 20 centavos que estamos lutando

Brasil! Pinta a sua cara
Brasil! É uma chance rara
Não é só pelos 20 centavos que estamos lutando

Chega! Todo mundo que saúde
Chega! Vamos mudar de atitude
Chega! Não estamos aguentando
Não é só pelos 20 centavos que estamos lutando

Chega! Diga não a violência
Chega! Diga não ao vandalismo
Chega! Não estamos aprovando
É pela paz no país que estamos marchando

Chega! Precisamos de escola
Chega! Não se vive só de bola
É o povo brasileiro que sustenta o país inteiro

Não é só pelos 20 centavos que estamos lutando
Você está muito enganado se é isso que está pensando

Latino, “O Gigante” (reciclada de 2012):

Esse é meu país,
Esse é meu Brasil!

É hora de vencer,
É hora de jogar
Quem nasce pra vencer
Não pode recuar

Amarra, amarra,
Amarra que é tudo nosso

Cruze os braços lá em cima
Que a sorte está lançada
Quem não sabe brincar
Não desce pro play e volta pra casa

O gigante acordou
Está disposto à lutar
Com fome de vencer
Com sede de querer
Vem nossos (?) enfim se revelar

Salve o hino da vitória
Salve o povo lutador
Verás que o filho teu
Não foge a luta não
Tem gabarito pra ser campeão: Brasil!

Amarra, amarra,
Amarra que é tudo nosso

(Ôôôôôôôôôô…)

Brasil!
É ordem e progresso!

Edu Krieger, “Gol da Vitória”

Vou narrar um tremendo gol de placa
Que marcou a virada da partida
Já cansada de ser tão iludida
Nossa equipe reage e contra-ataca
Decidiu que não sabe ser panaca
E depois de viver decepções
A coragem brotou nos corações
Que não têm mais pudor em ser feliz
Foi o gol da vitória de um país
Com duzentos milhões de campeões

Há quem diga que não vai dar em nada
Pois o jogo é de fato bem difícil
Mas à beira de um grande precipício
Quem é forte começa uma virada
Feito ponta de lança em arrancada
Pelas ruas vieram multidões
Entre gritos de guerra e palavrões
De quem sabe o que faz e o que diz
Foi o gol da vitória de um país
Com duzentos milhões de campeões

Tem bandido que finge ser do time
Faz gol contra e caminha pro abismo
Pois quem joga fazendo vandalismo
É tão vândalo quanto quem reprime
Mas a paz é a tática sublime
Dando fim a conflitos e explosões
Coroando centenas de milhões
Que já estavam vivendo por um triz
Foi o gol da vitória de um país
Com duzentos milhões de campeões

Finalmente depois desse golaço
O gigante acordou mostrando força
Nas esquinas escuras há quem torça
Pra que não se prossiga nesse passo
Mas a gente não deixa que o cansaço
Tome conta das boas intenções
Quero ver despertar nas eleições
Um Brasil bem maior que mil Brasis
Foi o gol da vitória de um país
Com duzentos milhões de campeões

Anúncios

Deixe uma resposta

6 Comments

  1. leticia
  2. avn
  3. Andréia
  4. Rafa

Deixe uma resposta

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: