segunda-feira

7

maio 2012

0

COMMENTS

Willis Earl Beal em Seattle

Written by , Posted in Música

Willis Earl Beal @ The Barboza

O Rodrigo conferiu o Willis Earl Beal em Seattle e mandou o relato:

“Rolou uns dias de atraso e as paredes ainda cheiravam a tinta, mas finalmente a mais nova casa de show de Seattle foi inaugurada. The Barboza (com trocadilho) abriu no subsolo de outra famosa casa e me fez pensar que por aqui tem mais casa de show do que loja de sucos no Rio de Janeiro.

“Com uma lotação de 200 pessoas o foco são shows mais intimistas, e foi isso que Willis Earl Beal fez ao subir no palco. Quer dizer, primeiro ele mandou toda a social do fundo calar a boca. Fez efeito, mas criou um buraco entre ele e a plateia só contornado quando após a primeira música ele deixou claro: ‘Não sou grosseiro, só quero ser ouvido, como todo ser humano’.

“Foi fácil dar razão ao cara. Uma voz grave rasgada invejável e revezando entre uma guitarra e um gravador de fita ele cantava, suava, sofria sozinho no palco. Um Tom Waits ainda mais primata, ao ponto usar como percussão seu cinto batendo contra uma cadeira.

“O ambiente ficava tenso e Willis sabendo disso fazia piada entre as músicas. Depois de derrubar seu copo de cerveja alguém da plateia lhe pagou a segunda rodada, Willis agradeceu: ‘Obrigado! Cara, você parece o Drake’.

“O album ‘Acousmatic Sorcery’ tem uma qualidade de banheiro sujo e só traça um rascunho do que está por vir. Willis Earl Beal tem uma voz absurda, sabe onde pisa e ainda tem muito pra contar. Dificilmente encherá estádios, mas garanto que os que calarem a boca e escutarem o que ele tem a dizer não sairão arrependidos.”

Escute o disco de Willis inteiro. “Evening’s Kiss” é bem boa:

E confira uma apresentação ao vivo, em Los Angeles, no dia seguinte ao show que o Rodrigo foi.

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: