sexta-feira

19

setembro 2008

0

COMMENTS

Rápido demais

Written by , Posted in Música

Continuando o papo sobre a compressão excessiva do novo disco do Metallica, encontrei um artigo na extinta Stylus Magazine, falando do assunto com uma abordagem diferente.

O texto é tão longo quanto indispensável, e não apenas porque explica muito bem o que é compressão, suas consequências e motivos dessa queda na qualidade sonora.

Mais do que isso, o texto escrito em 2006 contextualiza a “guerra do volume”, explicando porque isso está acontecendo agora. Sem querer, ao falar do fatiga auditiva causada pelas maçarocas sonoras que tem sido lançadas atualmente, ajuda a entender o sucesso do new folk.

Perguntas simples, como “com que frequência as pessoas simplesmente sentam-se para ouvir um disco, em vez de colocar alguma música enquanto fazem outra coisa?”, preparam para a conclusão:

“Compressão é um estilo de vida. O equivalente a uma semana de transmissões de rádio se transformaram em podcasts de uma hora. Pense naquelas sacolas de plástico para roupas, com um buraco para encaixar a ponta de um aspirador de pó para retirar todo ar e compactar o volume. Nós esmagamos frutas em sucos, vitaminas em pílulas, refeições inteiras em latas e o inglês em txt spk, tudo isso para consumirmos mais rápido do que nunca. Porém, mais rápido não é a mesma coisa que melhor. Significados, sutilezas e entendimentos são perdidos porque não temos tempo de percebê-los.”

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: