quinta-feira

10

julho 2014

0

COMMENTS

Alemanha, Tieta, Síndrome de Estocolmo e propaganda

Written by , Posted in Uncategorized

lukas_podolski_copa2014_desculpas_alemanha-Brasil

A Alemanha deu baile também fora de campo, numa área que conhecem bem: a propaganda (o link é pra Goebbels, mas não há aqui nenhuma tentativa de relacionar a atual seleção alemã e o nazismo, obviamente, não custa ressaltar).

Fora a homenagem ao Flamengo na blusa utilizada no massacre, a divulgação de imagens da vida em Santo André, na Bahia, também ajudou a ganhar a simpatia dos brasileiros.

Trabalhando e descansando de frente pra praia, a tranquilidade dos alemães impressiona. É como se estivessem totalmente relaxados, saindo da vila apenas para ganhar do próximo adversário. Como se já soubessem seu destino desde o início.

Após a surra no Brasil, o tom das declarações de Thomas Muller, de Bastian Schweinsteiger, de Mesut Özil, de Mats Hummels e até do comunicado oficial da Federação Alemã era de respeito misturado com constrangimento pela humilhação imposta.

Um dos mais ativos nas redes sociais e com ajuda de um amigo marketeiro, foi o atacante Lukas Podolski quem condensou a relação dos alemães com o Brasil nesse último mês e meio deles por aqui. Sua mensagem ao povo brasileiro repercutiu bastante, tornando-se até narração de vídeo.

Domingo tem final e a Síndrome de Estocolmo promete bater forte quando a Alemanha enfrentar a Argentina no Maracanã.

Anúncios

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: