quarta-feira

5

outubro 2016

COMMENTS

3 Perguntas: Emilio Domingos, diretor do filme “Deixa Na Régua”

Written by , Posted in Destaque, Imagem

Emilio Domingos Deixa na Régua URBe

A assessoria do cineasta Emilio Domingos nos enviou essa mini-exclusiva sobre o seu trabalho mais recente, o longa-metragem “Deixa na Régua”, que aborda o cotidiano das barbearias da periferia do Rio de Janeiro, estreia domingo, 09 de outubro, no Festival do Rio.

URBe: Qual a relação entre o seu novo filme, ‘Deixa na Régua’, com o anterior ‘A Batalha do Passinho’?

Emilio Domingos: Quando estava filmando A Batalha Do Passinho, percebi que os dançarinos iam toda semana nos barbeiros de suas comunidades. Sexta feira era dia de barbeiro. Os cortes de cabelo eram muito detalhistas e muitas vezes tinham desenhos ou frases escritas na cabeça. Isso me instigou a conhecer os barbeiros e salões. Os salões ficavam lotados com filas de 15 pessoas, aquilo tornava o salão um espaço de conversas longas sobre os mais diversos temas. Tem gente que vai no salão só pra bater papo e nem corta o cabelo. Através da pesquisa conheci os personagens retratados no filme, que são barbeiros de muita popularidade em suas regiões, praticamente pop stars, e que ganham a vida trabalhando praticamente o dia inteiro para atender à crescente clientela.

URBe: Você esteve em bairros bem distintos do Rio para captar as imagens do longa. Como foi a aproximação com os personagens e em quanto tempo realizou a filmagem e produção?

Emilio Domingos: Sim, o filme foi realizado na Vila da Penha, no Morro da Caixa D’água e Piabetá. Alguns personagens eu conheci pelo facebook. Outros conheci na Batalha dos Barbeiros que surgiu após o início da minha pesquisa. Cheguei à gravar a primeira edição em São Gonçalo. Antes mesmo de lançar o Batalha do Passinho, eu já tinha interesse nesse assunto. No Batalha já existem cenas que acontecem no salão de barbeiro. O processo todo levou 4 anos. Com o passar do tempo fui ganhando intimidade e a parceria dos próprios barbeiros na realização das filmagens. A partir desse momento o trabalho fluiu melhor. A filmagem mesmo durou 6 meses durante o ano de 2015.

URBe: ‘Deixa na Régua’ faz parte de uma trilogia sobre o corpo. Explica melhor o que te motivou a realizar esta série de filmes.

Emilio Domingos: Não foi algo planejado. Um filme acabou me levando ao outro. Nessa série de filmes procuro retratar o corpo de uma forma comportamental. Primeiro foi a dança, com a Batalha do Passinho; agora com o ‘Deixa na Régua’ é a estética dos cortes de cabelo’ e o filme que finaliza é sobre o universo feminino. Estou captando para realizá-lo o mais breve possível!

Anúncios

Anúncios