rio shock Archive

terça-feira

15

julho 2014

1

COMMENTS

Dazed, "Dazed BRA14" (mixtape por Chico Dub)

Written by , Posted in Música

Dazed_ChicoDub_Lianne Milton
foto: Lianne Milton

Durante a Copa, Chico Dub organizou uma mixtape só de artistas brasileiros fora do quadrado para Dazed e recebeu a revista (estilo Caras) para assistir um jogo do Brasil na Copa e falar sobre os sons.

As músicas:

1. DJ Tide – “Deixa acontecer (Eletropagode)”
2. Thiaguinho – “Caraca, Muleke! (João Brasil Remix)”
3. Omulu feat. Mr. Catra – “Cobra Cega (Test) (Unreleased)”
4. Mundo Tigre – Esquinas em movimento”
5. Carrot Green – “Ponto gira”
6. Lord Breu – “Nagô Squad”
7. Psilosamples – “Simsalabim (Unreleased)”
8. Fatnotronic – “Margarida”
9. Filipe Mustache – “Nina na roda (Unreleased)”
10. Manara – “Organisme”
11. Bruno Real – “Invitation to step on the path”
12. Gorilla Brutality – “Astronauta-furacão”
13. Lucas Santtana – “Funk dos bromânticos”
14. Rio Shock – “Rio Pump”
15. seixlacK – “Tele-Sexo”
16. Teleseen – “Rainy Season (Ilustradora Carme’n’ Alve’s Remix) (Unreleased)”
17. “Fudisterik – Ê de Aruanda”

Anúncios

quinta-feira

23

janeiro 2014

21

COMMENTS

Sorteio: 2 ingressos para o show de estreia do Rio Shock

Written by , Posted in Hoje tem, Música

RioShock_riderweekends_2013

 

Nessa sexta o Rio Shock estreia nos palcos, dentro da festa Fodasse. O primeiro EP foi lançado aqui pelo URBe e emplacou o hit do verão “Moleque Transante”.

Tem dois ingressos individuais (total de dois ingressos) para jogo para as 17ª e 18ª pessosa a responder nos comentários a pergunta: o que é um moleque transante?

Obs: o regulamento do sorteio foi editado pois ficou mal escrito. São dois ingressos individuais, para duas pessoas diferentes. Inicialmente estava escrito que o ganhador seria a 17ª pessoa, portanto, seguindo a lógica, a 18ª ganha o segundo ingresso. Pra simplificar, dessa vez validei todos os comentários para poder fechar a promo a tempo. Obrigado aos que participaram!

Obs 2: Fazer promo e sorteio é chato por conta desses regulamentos, praticamente precisa de um advogado e tudo que quero era dar os ingressos que me foram oferecidos para tal, portanto agradeço a paciência.

Obs 3: Promo encerrada, parabéns e bom show para os ganhadores!

quinta-feira

16

janeiro 2014

15

COMMENTS

Os bons discos nacionais de 2013

Written by , Posted in Destaque, Música

osbonsdiscosnacionais2013

Como já disse algumas vezes, não gosto muito de fazer listas muito por não acreditar em hieraquizar música, principalmente entre sons distintos. No fim acaba prevalecendo o gosto pessoal e isso não me parece exatamente um critério objetivo. Prefiro falar em bons discos.

Dito isso e falando agora especificamente da música brasileira, que ano seco, hein, Brasil? Essa lista acabou nem dando trabalho pra fazer porque foram muito poucas opções (e alguma delas foram lançadas digitalmente aqui no URBe).

E mesmo entre esses, nada de arrebatador, nenhum disco para entrar numa lista de melhores da década daqui uns anos. Se tivesse tido acesso a essa lista no início de 2013 teria tido um ano desanimado sabendo que isso é tudo que se ouviria. Podia ter tido mais, bem mais.

Ouvi pouca coisa? Ouvi os discos errados? Pode ser que sim. Sendo esse o caso, ficarei agradecido se você puder deixar suas dicas nos comentários e me ajude a mudar de ideia. Que 2014 venha mais forte!

As listas de discos internacionais, de bons shows e de destaques pessoais de 2013 já estão no ar, só clicar.

O disco nacional de 2013:

CastelloBranco_Servico

Castello Branco, “Serviço”

Esse foi um azarão e ainda não entendi como ele veio parar no topo da lista. Um disco que cresce com repetidas audições, bem produzido, gravado e tocado, talvez o grande diferencial para boa parte do que circula por aí seja a sinceridade. Quando foi lançado cheguei a comentar que o disco tinha algo que não sabia dizer o que. Continuo sem saber e continuo ouvindo.

cicero-sabado

Cícero, “Sábado”

tomze_tribunaldofeicebuqui

Tom Zé, “Tribunal de Feicibuqui”

Trio Eterno Suite Pistache

Trio Eterno, “Suíte Pistache”

Tv:Av Unprepared Loops

Tv/Av, “Unprepared Loops”

RioShock_EP

Rio Shock, “Rio “Shock EP”

square-400

Wado, “Vazio Tropical”

bemonio_santo

Bemônio, “Santo”

Mahmed Dominio Das Aguas e dos Ceus

Mahmed, “Domínio Das Águas e dos Céus”

wado_vaziotropical

Ylana, “Ylana”

GabrielMuzak_queroverdancaragora

Gabriel Muzak, “Quero Ver Dançar Agora”

Gang-do-Eletro-capa

Gang do Eletro, “Gang do Eletro”

Do Amor Piracema

Do Amor, “Piracema”

Emicida O Glorioso Retorno

Emicida, “O Glorioso Retorno de Quem Nunca Esteve Aqui”

segunda-feira

9

dezembro 2013

2

COMMENTS

quinta-feira

10

outubro 2013

2

COMMENTS

Lançamento: Rio Shock, "Rio Shock EP" (2013)

Written by , Posted in Destaque, Música

RIO SHOCK EP COVER

A lista de lançamentos feitos através do URBe esse ano só faz crescer. Já passaram por aqui Do Amor, Opala, Gabriel Muzak, Mahmundi, Maga Bo, Lucas Santtana, Trio Eterno e Ylana.

Hoje João Brasil apresenta seu novo projeto, Rio Shock, com referências da música eletrônica dos anos 90, funk, mashup, humor e sacanagem. Ele mesmo detalha a história:

“Quando voltei de Londres estava com a ideia fixa de montar uma banda, uma banda que tocasse funk carioca.

“Encontrei o Junior Teixeira, percussionista do Monobloco, em um show no Circo Voador que fiz com a Gaby Amarantos e falei com ele sobre o projeto.

“Ele se animou, o grupo então já tinha um percussionista. Precisava ainda de uma cantora e um MC. Mandei um email para o Mãozinha, produtor musical da Anitta, pedindo uma indicação de cantora, ele nem pensou duas vezes, falou que a Dannie era ótima, funcionava super bem em estúdio e tinha segurado um reveillon de Copacabana no peito com a banda do Marlboro. Não tive dúvidas, fiz o convite e ela adorou a ideia.

“A Dannie me apresentou o MC Sabará. Estava formado o corpo musical. Nós nos entrosamos muito bem, a energia rolou de cara, a gente se diverte muito juntos, o que para mim é fundamental para qualquer projeto.

“Recém-chegado de Londres, queria fazer um lance ‘Rio’, com a cara da cidade, algo que me representasse, representasse minha rua, minha cidade, minha história.

“Queria produzir um som que sintetizasse um momento muito feliz musical da minha geração, mas com um olhar para o futuro. Ouvi o disco o Disclosure e a resposta estava ali. Tudo fez sentido.

“Precisava misturar os anos 90, o som das matinês do Resumo da Ópera, boate que tanto dancei. Minha cabeça de ‘mashupeiro’ logo fez a conexão com o funk.

“Nesse processo, meu amigo Filipe Raposo, recém-saído da DPZ, Calzone Crew, veio trabalhar no mesmo local que eu. Ele adorou o projeto e começou a canetar, junto com a Raquel Alvarez, imediatamente, toda a referência visual.

“Um amante da cena eletrônica UK dos anos 90, como eu, ele ajudou a lapidar musicalmente o que seria esse som. BPM cento e vinte poucos e muitos, som boladão, divertido, dançante. Deep Baile. Shock.

“Sensualizar foi a primeira faixa. Eu escrevi a letra, gravamos e funcionou muito bem para todos nós.

“Tínhamos um caminho. A partir daí tudo fluiu. Fiz a letra e produzi ‘Quebrete’, dividi a letra de ‘Moleque Transante’ com a Dannie e o Sabará, que trouxe a gíria do Lins e fizemos uma ‘doidêra pura’ em Surreal.

“Tínhamos o EP, mandei para a Alemanha e masterizei com o Andreas que masteriza os albums da Man Recordings. Adorei o resultado. Levei para Som Livre, eles adoraram também e toparam lançar o projeto, inclusive em vinil.

“Estamos todos muito felizes e orgulhosos com o trabalho. Para mim isso é o mais importante. Já estamos ensaiando e possivelmente, nossa primeira aparição ‘ao vivo’ será na próxima festa Fodasse ou na festa do URBe, a que vier primeiro, rsrs. Estamos produzindo nosso primeiro vídeo, que será de ‘Quebrete’.

“Ah, Shock vem de ‘Shock de Monstro’.”

Ouça o “Rio Shock EP” abaixo:

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: