brasil-sil-sil Archive

quarta-feira

17

dezembro 2008

8

COMMENTS

A arte de perder negócios, 302

Written by , Posted in Urbanidades


Entre erros e lerdezas de conexão, essa imagem de míseros 128 K levou
mais de nove minutos em diversas tentativas até ser upada

Dessa vez vai em texto mesmo, porque não tem como transcrever o tamanho da frustração em tópicos.

Após quase dois meses de muita luta, o Velox finalmente foi instalado e está, supostamente, funcionando. Supostamente porque mesmo tendo contratado a nada barata conexão de 4 mega, o tal Velox é uma tartaruga.

Somente a caixa de entrada do Gmail demora de dois a três minutos para carregar. Enviar uma mensagem de e-mail exige paciência, exigindo várias tentativas. E nem pense em enviar uma imagem.

Upar uma foto no URBe tem demorado tanto quanto na época da conexão discada, a inacreditáveis 21kbps (vinte um!). Esqueça o YouTube. Assistir vídeos só se for indispensável. Para upar então… Dá erro por falta de conectividade. E isso de madrugada.

O pior é que o Vírtua não oferece serviço no prédio, estou refém dessa belezura do Velox. Se alguém conhecer alguma solução ou — melhor ainda — uma alternativa para acesso a internet banda larga, suplico que se manifeste nos comentários.

Fuja do Velox. O troço é tão ruim que estou pensando em cancelar e ficar sem internet mesmo. O que na verdade vai dar no mesmo.

segunda-feira

1

dezembro 2008

1

COMMENTS

A arte de perder negócios – A crise

Written by , Posted in Urbanidades

Nosso curso corre sério risco de extinção.

SAC – Novas regras para atendimento ao setor entram em vigor:

– A regra geral é que o consumidor não espere mais do que um minuto até o contato direto com o atendente, quando essa opção for selecionada (Ha!)

– A empresa deve garantir, no primeiro menu eletrônico e em todas suas subdivisões, o contato direto com o atendente (Haha!)

– O pedido de cancelamento de um serviço será imediato (HAHA!)

– Fica proibido, durante o atendimento, exigir a repetição da demanda do consumidor (HAHAHA!)

– As reclamações terão que ser resolvidas em até cinco dias úteis. O consumidor será informado sobre a resolução de sua demanda (Pára! Pára, por favor! Hahaha!)

E a lista segue. Essa quero só ver

Brasil-sil-sil! (a nova Suécia)

quinta-feira

27

novembro 2008

4

COMMENTS

A arte de perder negócios 301

Written by , Posted in Urbanidades

– Venda o serviço

– Três semanas depois, continue não fornecendo o serviço contratado

– Mesmo sendo um problema técnico da empresa, transfira todo o transtorno para quem compra o pacote (há sempre a opção de pagar alguém por fora, se o cliente não quer…)

– Venda na imprensa a idéia de que todos os setores trabalham em conjunto, mas quando der uma cagada brinque de batata quente

– Se o cliente reclamar muito, desligue o telefone na cara, pois afinal três semanas pagando por um serviço não prestado e diversas ligações de 40 minutos de espera não dão o direito a ninguém de ficar exaltado

– Explore o fato de que existe apenas um concorrente no mercado e que ele não pode fornecer o serviço no local, assim o cliente é seu refém!

Brasil-sil-sil!

Tem gente que anda me dizendo que “falar mal de empresas pode fechar as portas para futuras parcerias”, “isso não é legal pra você” e coisa do gênero. Numa boa? Caguei. Até porque jornalista / documentarista de rabo preso não é nem jornalista, nem documentarista.

Estou exercendo meu direito de cidadão de reclamar de (vários) serviços prestados porcamente, inclusive alertando outras pessoas da zorra que é lidar com algumas dessas empresas.

São fatos (documentados para uma ação judicial, inclusive), não estou inventando nada. Claro que na rua as pessoas não separam as coisas e isso pode sim atrapalhar. Fazer o quê? Não deveria.

No fundo estou fazendo um favor inclusive as empresas ao perder minutos preciosos da minha vida para resenhar serviço dos outros. Praticamente uma consultoria grátis.

Reter sentimentos negativos só faz mal e não vou fazer isso comigo mesmo. Porque é como diz o ditado: “quem muito abaixa, a bunda aparece”.

terça-feira

11

novembro 2008

1

COMMENTS

A arte de perder negócios, 203

Written by , Posted in Urbanidades

O módulo 2 é um intensivo!

Em breve iniciaremos o terceiro módulo.

– Durante a venda do serviço, assegure o cliente que suas preocupações quanto a instalação são infundadas

– Confirme a visita de instalação e cobre imediatamente a primeira mensalidade (muito importante!)

– No dia marcado, diga que é preciso instalar uma antena na janela ou no telhado, nesse caso fazendo ao menos três furos em paredes internas do imóvel.

– Para caprichar, sugira deixar soltos e aparentes os cabos descendo do telhado até a residência.

– Se o clientre resolver cancelar o pedido, mencione uma “pane no sistema” (que não atingirá o sistema de venda de novas assinaturas).

– Como alternativa, peça ao cliente para ignorar os direitos do consumidor e continuar tentando até o sistema voltar

– Se o cliente se exaltar, sugira ele entrar numa fila de espera de três ou quatro horas. Fale isso como se não fosse ilegal.

– Bônus: se a nota máxima no curso não for importante para você, após 20 minutos de insistência, magicamente consiga transferir a ligação para alguém que conseguirá resolver o problema em 6 minutos.

Brasil-sil-sil!

terça-feira

11

novembro 2008

2

COMMENTS

A arte de perder negócios, 202

Written by , Posted in Urbanidades

– Venda o serviço

– Comece a cobrança imediatamente

– Deixe o serviço fora do ar

– Marque uma visita de reparo, entre 9h e 18h

– Não apareça!

– Bônus: demita as atendentes e coloque robôs para lidar com os clientes, ajuda muito.

Brasil-sil-sil!

%d blogueiros gostam disto: