terça-feira

31

janeiro 2006

1

COMMENTS

Rato mascarado

Written by , Posted in Resenhas

dangerdoom.jpg

Navegando, econtrei esse texto no flog do DJ Tamempi. Está tudo tão bem explicado que foi mais fácil pedir pra reproduzir. Tamempi cedeu, na buena, para o URBe.

——-

Danger Mouse – “The mouse and the mask”

Dois dos mais respeitados artistas de hip hop da atualidade se juntaram para produzir
Danger Doom – The mouse and the mask“. O rato e o mascarado, juntos num disco que tem todo um contexto… maluco, claro. Uma grande parceria que deu certo.

Danger Mouse ficou conhecido por fazer uma mistura inusitada. Ele pegou as acapellas do “The black album”, do Jay-Z e juntou com bases feitas utilizando os instrumentais do “White album”, um dos discos mais importantes dos Beatles. A mistura tornou-se um sucesso e Danger Mouse começou a ser chamado para produzir diversos artistas. Foi um dos produtores do mais recente álbum do Gorillaz, “Demon dayz”, e lançou seu primeiro álbum, ” Danger Mouse & Jemini – Ghetto Pop Life”, considerado pela crítica como uma ótima estréia.

MF Doom começou num grupo chamado KMD, formado junto com seu irmão, DJ Subroc, atendendo pelo nome de Zev Love X. Lançaram um disco em 1993, porém, tragicamente, neste mesmo ano Subroc morreu num desastre de carro, aos 20 anos. Zev Love X desapareceria do mundo do hip hop, voltando anos depois com uma nova identidade: MF Doom.

Inspirado no vilão da Marvel, Dr. Doom (conhecido no Brasil como Dr. Destino). Criado por Stan Lee em 1962, o personagem usa uma máscara de metal, pois seu rosto ficou desfigurado após um fracassado experimento que lhe ajudaria a se comunicar com seu irmão morto. Tal como Dr. Doom, o rapper também usa uma máscara de metal, de onde tirou seu prefixo “MF” (Metal Face) e tem um parceiro de rimas chamado MF Grimm (outro vilão da Marvel), só que esse “MF” significa “Mad Flows”.

MF Doom re-estreou 1999, com “Operation Doomsday”. Depois começou a série “Special herbs”, só com instrumentais produzidos por ele. Além desse personagem, criou outros alter egos, como Viktor Vaughn e King Geerodah, ambos com discos lançados. Sem falar no seu projeto com o lisérgico produtor Madlib, o MadVillain.

Nesse disco, Doom e Mouse, se inspiram no “Adult swim” (uma faixa especial para adultos do canal Cartoon Network, exibido no Brasil). O álbum possui vozes e samples de diversos desenhos dessa programação. São 14 faixas seguindo o clima de história em quadrinhos. Participam também grandes artistas da cena underground americana, como Talib Kweli, Cee-Lo e Ghostface Killah, do Wu-Tang Clan.

Bom demais. Um dos melhores e mais criativos discos de 2005. Se você gosta de um rap nada convencional, nada comercial, nada lúcido você vai gostar desse disco.

Anúncios

Deixe uma resposta

1 Comment

Deixe uma resposta

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: