quarta-feira

1

fevereiro 2006

0

COMMENTS

Ataque e contra-ataque

Written by , Posted in Resenhas

ligadosmcs_hpp2006.jpg
MC Beleza vs. MC Andre Ramiro
foto: Joca Vidal

Lá veio a chuva, mais uma vez tentar atrapalhar o Humaitá pra Peixe, na noite de encerramento. Não conseguiu. O Sergio Porto ficou cheio — ainda que não tenha lotado — para conferir a Liga dos MCs.

Organizada pela Brutal Crew, os mesmos da Batalha do Real, a Liga dos MCs é uma disputa entre rappers, improvisando ao vivo para mostrar quem é o melhor rimador. Várias etapas são disputadas ao longo do ano e o MC que somar mais pontos, leva o caneco.

A festa foi adaptada para o HPP. Para amenizar o clima de competição, além das batalhas, houve apresentações dos convidados Marechal, Bacon e dos MCs que se enfrentaram.

Aori cumpriu o papel de mestre de cerimônias, ditando as regras e conversando com o público, que é quem escolhe o vencedor de cada fase. Os DJs Babão (parceiro de Aori no Inumanos) e Tamempi se revezaram nas bases. Um a um, os rappers foram caindo, inclusive Gil, primeiro campeão da Liga, em 2004.

Os MCs não se contentam em esculhambar um aos outros apenas com palavras. A encenação, repleta de gestual, atitude e caras de deboche, conta tanto quanto uma boa rima e é uma das partes mais divertidas do evento.

A final entre Beleza e Ramiro foi apertada, sendo necessário um terceiro round para o desempate. O campeão de 2005 da Liga dos MCs, Beleza, confirmou a boa fase e ficou também com tí­tulo da edição especial HPP.

Os esculachos ficam somente no palco, do lado de fora a camaradagem entre os participantes é evidente. Puro reflexo da organização dos representantes dessa cena. Na hora de se juntar para crescer, o improviso passa longe dessa rapaziada.

Anúncios

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: