quinta-feira

11

março 2010

1

COMMENTS

Logos, mashup, Oscar e exposição

Written by , Posted in Urbanidades


“Capitalimos Selvagem”


“Claude Monet De Chapéu Vermelho”

Desde que apareceu na rede, sabia que “Logorama”, melhor curta de animação do Oscar 2010, parecia familiar. Não tinha o frescor de uma novidade.


“Logorama”

Com uma execução trabalhosa de doer, o conceito é muito próximo daquelas batidas camisetas das barraquinhas de Camden Town com logos famosos transformados em mensagens subversivas (McDonalds x Marijuana, Puma x Pimp, etc), campeãs de vendas desde mil novecentos e minha vó de saia.

Em termos de inovação, o vencedor da mesma categoria em 2009 , “I Met The Walrus”, esbarrou na mesma questão. A animação feita em cima de uma entrevista inédita em áudio John Lennon utiliza uma linguagem tipográfica pra lá de batida — embora tenha sido muito bem aplicada no filme, o que faz relevar o “problema”.


“Free Gells”

Voltando ao “Logorama”, além das camisetas de Camden, sabia que já tinha visto um trabalho muito parecido em algum lugar. E não foi muito longe. Em 2008, o brasileiro Fernando Levi havia deixado nos comentários um link para seus trabalhos e as colagens com logos foram publicadas aqui no URBe. Hoje ele mandou mais uma leva, que são essas imagens que ilustram esse texto.

Muito próximo tanto conceitualmente quando visualmente, o trabalho do cineasta argentino Nicolas Schmerkin e do Fernando tem relação. Ambos emprestam novos significados a marcas conhecidas, combinando uma ou várias delas de maneira criativa.

Deixe uma resposta

1 Comment

Deixe uma resposta para chicodub Cancelar resposta

%d blogueiros gostam disto: