terça-feira

2

setembro 2008

1

COMMENTS

Bloco

Written by , Posted in Música

O Bloc Party agradou com o disco de estréia, “Silent alarm”, decepcionou bastante gente com a sequência, o introspectivo e arrastado “A weekend in the city” e agora muda os caminhos novamente com o terceiro, “Intimacy” (senha: blackpearl).

Dessa vez, os elementos eletrônicos saltaram a frente das guitarras, a voz de Kele Okereke chega a aparecer toda picotada, como num funk, na primeira música de trabalho, a pesada “Mercury”. Contrastando, as delicadas “Signs” e seus sininhos e os dedilhados de “Biko”.

Sem ter sido concebido para circular na internet — graves pesadões fazem a cama para boa parte das músicas, sons que uma audição nas caixinhas magrinhas de um computador não dão conta de reproduzir — programado para sair no final de outubro, o disco acabou sendo oficialmente lançado em formato digital no final de agosto.

Em tempos de uma mesmice insuportável dessas bandas de MySpace, só a ousadia de se reformatar a cada disco já merece atenção, independente do resultado final as vezes não agradar. No caso de “Intimacy”, como o próprio nome sugere, é pra ouvir de fone.

Deixe uma resposta

1 Comment

  1. José Luiz

Deixe uma resposta para José Luiz Cancelar resposta

%d blogueiros gostam disto: