quarta-feira

25

janeiro 2006

0

COMMENTS

Verso e reverso no dia delas

Written by , Posted in Resenhas

dotto_spyer_hpp2006.jpg
Katia Dotto e Cecília Spyer
foto: Joca Vidal

A noite dedicada ao rock de saias do Humaitá pra Peixe promoveu o encontro da professora de canto Cecília Spyer e de sua aluna Kátia Dotto. Enquanto Cecília apresentou uma MPB com toques de rock, a aluna Kátia fez o aminho inverso, tocando rock com alguns elementos de MPB, ainda que sua mistura ocorra de maneira mais tímida que a da professora. Em comum, o fato das duas terem incluído “Fora de Si”, de Arnaldo Antunes, no repertório.

A professora abriu a noite com um show monótono. Salvo alguns momentos de forte sintonia entre a cantora e a banda (como na boa “Repara”), as canções de Cecília Spyer são muito parecidas entre si, priorizando sempre os bonitos vocais, mas também tornando-as um pouco cansativas e repetitivas. No fim, pra quem ouvia pela primeira vez, guarda-se pouco do que se escutou. O destaque da banda foi o guitarrista e suas experimentações com pedais, wah-wah e cítaras elétricas.

Em seguida, veio a aluna. Katia Dotto desperdiçou a chance de mostrar suas músicas ao entupir a apresentação de versões. Foram cinco no total, de Queens of the Stone Age à Metallica, intercaladas pelo momento banquinho e violão, que esfriou a pegada do show. Finalista do cocurso “Oi tem peixe na rede”, esperava-se mais da artista.

A casa vazia também não ajudou em nada no clima. Se Cecília tivesse aberto para o Cidadão Instigado e Kátia para o Luxúria, teria sido mais equilibrado. E melhor pra todo mundo, público e artistas.

Anúncios

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: