quinta-feira

16

setembro 2010

0

COMMENTS

The Blank Tapes

Written by , Posted in Música

O Luciano Burin entrevistou osj californianos do The Blank Tapes, com turnê marcada no Brasil, e enviou para ser publicada aqui no URBe:

O The Blank Tapes chega ao Brasil para uma série de shows em Minas, São Paulo e Paraná, embalados pelo inusitado sucesso das músicas “Long Ago” e “Listen To The One”, utilizadas em comerciais de um bombom.

Com quatro discos lançados, o mais recente batizado com o sugestivo título “Home Away From Home” (Em Casa Longe de Casa), o som deste quarteto de São Francisco é melódico e despretensioso, com composições do vocalista e guitarrista Matt Adams.

Em entrevista por email pouco antes de desembarcar por aqui, ele falou sobre a expectativa em relação à turnê brasileira e as influências da banda.

Como foi esta turnê brasileira aconteceu? Você já esteve aqui antes? Quais são suas expectativas?

Duas das minhas músicas foram usadas em comerciais do bombom “Sonho De Valsa” no Brasil “Listen to the One” e “Long Ago”. Quando isso aconteceu, recebi muitas mensagens de brasileiros que eram grandes fãs das canções. Então decidi que seria uma boa idéia ir conferir com meus próprios olhos que tipo de impacto essas músicas tinham sobre as pessoas. Nenhum dos integrantes da minha banda esteve no Brasil antes, embora nosso baixista já tenha visitado a América do Sul. Tento não ter expectativas quando visito um novo lugar, mas tenho certeza que vamos passar bons momentos.

Quando você está em turnê, o que faz você se sentir “em casa longe de casa “?

A música “Home Away From Home”, que também é o título do nosso álbum, refere-se à nossa van que utilizamos quando estamos na estrada. Não vamos poder viajar com ela desta vez, mas tenho certeza de que vamos encontrar conforto em sair com os brasileiros e seremos bem acolhidos em suas casas. Um lugar confortável para relaxar pode fazer maravilhas para a alma.

Muitas pessoas no Brasil conseguem se relacionar com o som do The Blank Tapes, mas não com as letras. Fale um pouco sobre o conteúdo de suas letras e como procura expressá-lo musicalamente.

Quanto às minhas duas músicas que foram destaque nos comerciais, “Listen to the One” é sobre a auto realização e encontrar a “Deus” dentro de si mesmo, não que eu seja um cara religioso de alguma maneira. “Long Ago” é uma ode nostálgica aos meus primeiros anos, quando eu me sentia preso em um barranco. A maioria das minhas outras canções são sobre amor ou algo completamente ridículo como um arco-íris duplo ou ficar doidão. Desde que você se sinta bem ouvindo a minha música, é tudo o que importa.

Quais foram suas principais influências musicais e quais novos artistas você tem curtido ultimamente?

Quando era adolescente, minhas principais influências foram os Beatles, Kinks, Doors, Led Zeppelin, Leonard Cohen, CCR, Frank Black, Joe Strummer, Grateful Dead, Beck, Magnetic Fields, Ween e muitos outros, principalmente a partir da década de 1960. Ultimamente tenho ouvido muita música dos meus amigos. Bandas como fpodbpod, Magic Leaves, Indianna Hale, Matt McCluer, dirdy birdy, Childlike Divine, Sleepy Todd e muitos outros (a maioria de San Francisco).

O que você gosta de fazer quando não está tocando?

Quando não estou tocando, gravando, escrevendo e produzindo música, eu gosto de fazer coisas bem mundanas: comer, beber, fumar, ler, desenhar, passear, sair, internet, filmes. Eu tento ser criativo e produtivo, tanto quanto possível, embora às vezes não fazer nada e ficar em silêncio é tudo de bom.

As datas da turnê estão no blogue do Luciano.

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: