Keepintime Archive

segunda-feira

2

fevereiro 2009

0

COMMENTS

Hip hop orquestra

Written by , Posted in Música


Mulatu Astatke no Timeless


Cut Chemist no Timeless

Produzido pela Mochilla, começou nesse final de semana, em Los Angeles, a série de concertos Timeless. Na mesma linha de projetos com o “Keepintime” e “Brazilintime”, Trata-se de encontros entre grandes produtores do hip hop e compositores/arranjadores que influenciaram o gênero.

O primeiro show foi daquele que é considerado o pai do jazz etíope, Mulatu Astatke. A série segue com David Axelrod; Carlos Niño e Miguel Atwood Ferguson ( com sua “Suite for Ma Duke”, peça orquestral inspirada pelo trabalho de J Dilla) e com o brasileiro Arthur Verocai comandando uma orquestras de 30 componentes, com Madlib e DJ Nuts nos toca-discos.

terça-feira

25

abril 2006

7

COMMENTS

Brazilintime

Written by , Posted in Música

brasilintime.jpg
em pé: Babu, Nuts, Cut Chemist, J. Rocc, Derf Reklaw, Paul Humphrey sentados: James Gadson, João Parahyba, Wilson das Neves e Mamão
fora da foto: Madlib

Recuperando um texto de um ano atrás. Essa trupe volta ao Brasil, no ínicio de maio, para o show de lançamento do documentário “Brasilintime”. No Rio? Claro que não. Só em São Paulo.

————–

Filmado em 2002, “Keepintime: A Live Recording” reúne os DJs de hip hop Numark, Madlib, Cut Chemist, Babu, J.Rocc e Shortkut e os clássicos bateristas de jazz, soul e funk, que eles tanto samplearam: Earl Palmer (Frank Sinatra, James Brown, Little Richard), Derf Reklaw (Curtis Mayfield), Paul Humphrey (Jimmy Smith, Marvin Gaye, John Coltrane) e James Gadson (Ray Charles, Aretha Franklin, Gaye).

A idéia veio de um projeto surgido anos antes. “Keepintime: Talking Drums and Whispering Vinyl” não era ao vivo e trazia ainda outro baterista, Roy Porter (Dizzy Gillespie, Miles Davis), morto em 1997.

Esse primeiro documentário, sobre o encontro do passado e do futuro, fez tanto sucesso que acabou sendo levado para os palcos, resultando no DVD mencionado acima. Não satisfeitos, em novembro de 2002, parte dessa turma veio à São Paulo. Aqui, se juntaram aos bateristas Wilson da Neves, Mamão (do Azymuth), João Parahyba e ao DJ Nuts para fazer o “Brasilintime: Batucada com Discos“, ainda inédito.

%d blogueiros gostam disto: