bahia Archive

sexta-feira

25

outubro 2019

0

COMMENTS

RESUMIDO #36 — Vai ficar assim olhando, é?

Written by , Posted in Digital, Urbanidades

No RESUMIDO #36: o mundo pega fogo, o pescador e óleo nas praias; inteligência das máquinas, códigos comestíveis, cartilhas e palavras do ano; frango elétrico, sonhos elétricos, Drake no funk, diga não as selfies e muito mais!

Abaixo, todos os links comentados nessa edição. O podcast está disponível em todas as plataformas, incluindo Spotify e Apple Podcasts.

APOIE O RESUMIDO

Essa semana o apresentador @mikiebarb listou a equipe completa que produz o The Daily, do @nytimes, meu podcast favorito. São 32 profissionais! Produzo o RESUMIDO sozinho, fazendo tudo. Dá pra ficar MUITO melhor. Colabore!

RESUMIDO
Link to RESUMIDO

RESUMIDO

Assine e colabore diretamente para realização do RESUMIDO!

FIC

Ex-blogueiro, Bruno Natal aposta hoje em podcasts. "É a mídia do momento" | GaúchaZH
Link to Ex-blogueiro, Bruno Natal aposta hoje em podcasts. “É a mídia do momento” | GaúchaZH

Ex-blogueiro, Bruno Natal aposta hoje em podcasts. “É a mídia do momento” | GaúchaZH

Painel do FIC19 vai relembrar os tempos áureos do blog e discutir mudanças na comunicação digital. Palestrante adianta insights da palestra em entrevista para GaúchaZH

MUNDO

Salles só formalizou plano 41 dias após manchas aparecerem no Nordeste   - Sustentabilidade - Estadão
Link to Salles só formalizou plano 41 dias após manchas aparecerem no Nordeste   – Sustentabilidade – Estadão

Salles só formalizou plano 41 dias após manchas aparecerem no Nordeste   – Sustentabilidade – Estadão

Ofício de 11 de outubro enviado à Casa Civil designava a Marinha como coordenadora operacional das ações.  Por lei, responsável  por acionar o plano é o ministro do Meio Ambiente.

Protestos em resumo: Bolívia, Chile, Espanha, Equador, Líbano, Haiti, Iraque e Hong Kong
Link to Protestos em resumo: Bolívia, Chile, Espanha, Equador, Líbano, Haiti, Iraque e Hong Kong

Protestos em resumo: Bolívia, Chile, Espanha, Equador, Líbano, Haiti, Iraque e Hong Kong

Está perdido com as várias manifestações que ocorrem pelo mundo? Veja, em 1 parágrafo por país, as causas e as consequências dos protestos.

A Giant Protest. A Nervous Toddler. Time for ‘Baby Shark.’
Link to A Giant Protest. A Nervous Toddler. Time for ‘Baby Shark.’

A Giant Protest. A Nervous Toddler. Time for ‘Baby Shark.’

As the boy watched in wide-eyed amazement, demonstrators in Lebanon tried to put him at ease with an impromptu performance.

Protestos no Chile minam agenda liberal de Piñera
Link to Protestos no Chile minam agenda liberal de Piñera

Protestos no Chile minam agenda liberal de Piñera

Reformas pró-mercado, como a tributária, terão de ser abandonadas frente a demandas por equidade social, dizem analistas

Police ban Extinction Rebellion protests from whole of London
Link to Police ban Extinction Rebellion protests from whole of London

Police ban Extinction Rebellion protests from whole of London

City-wide Met police operation begins to clear Trafalgar Square and other protest sites

Extinction Rebellion protests cost Met police £37m so far
Link to Extinction Rebellion protests cost Met police £37m so far

Extinction Rebellion protests cost Met police £37m so far

Figure more than double that spent each year on trying to reduce violent crime in London

DIGITAL

TruTag raises $7.5 million Series C for tiny, edible barcodes that can be placed on pills, food and vaping systems – TechCrunch
Link to TruTag raises $7.5 million Series C for tiny, edible barcodes that can be placed on pills, food and vaping systems – TechCrunch

TruTag raises $7.5 million Series C for tiny, edible barcodes that can be placed on pills, food and vaping systems – TechCrunch

TruTag Technologies, a company that creates microscopic, edible barcodes to authenticate medications, food, vaping pods and other products, has raised a $7.5 million Series C. The funding, led by Pangaea Ventures and Happiness Capital, will be used to further commercialize its technology and develo…

Computers Are Learning to Read—But They're Still Not So Smart
Link to Computers Are Learning to Read—But They’re Still Not So Smart

Computers Are Learning to Read—But They’re Still Not So Smart

A tool called BERT can now outperform us on advanced reading-comprehension tests. It’s also revealed how far AI has to go.

Military artificial intelligence can be easily and dangerously fooled
Link to Military artificial intelligence can be easily and dangerously fooled

Military artificial intelligence can be easily and dangerously fooled

AI warfare is beginning to dominate military strategy in the US and China, but is the technology ready?

Facebook banned dozens more fake Russian and Iranian accounts
Link to Facebook banned dozens more fake Russian and Iranian accounts

Facebook banned dozens more fake Russian and Iranian accounts

The social network also says it is beefing up efforts to protect the site in the run-up to the 2020 elections. For instance: It’s going to call false news false.

Facebook should at least label lying political ads
Link to Facebook should at least label lying political ads

Facebook should at least label lying political ads

Facebook’s refusal to even touch false political ads sends the message that it only cares about lies spread by regular users and not politicians.

Time Traveler by Merriam-Webster: Words from 1976
Link to Time Traveler by Merriam-Webster: Words from 1976

Time Traveler by Merriam-Webster: Words from 1976

See which words were first recorded in 1976. Or search for other words by the year when they were first used.

VARIADAS

TV Ratings: ‘Watchmen’ Premiere Draws 1.5 Million Viewers
Link to TV Ratings: ‘Watchmen’ Premiere Draws 1.5 Million Viewers

TV Ratings: ‘Watchmen’ Premiere Draws 1.5 Million Viewers

Who will watch the Watchmen? Turns out 1.5 million people, that’s who. The debut of the highly anticipated HBO series delivered that many sets of eyeballs across all the premium cabler’…

Como a série ‘Electric Dreams’ vai te fazer duvidar da realidade
Link to Como a série ‘Electric Dreams’ vai te fazer duvidar da realidade

Como a série ‘Electric Dreams’ vai te fazer duvidar da realidade

Usando psicologia, filosofia e até economia, a obra baseada nos contos de Phlip K. Dick faz de tudo para bagunçar a sua mente

Drake grava versão em inglês de 'Ela é do tipo', de Kevin O Chris
Link to Drake grava versão em inglês de ‘Ela é do tipo’, de Kevin O Chris

Drake grava versão em inglês de ‘Ela é do tipo’, de Kevin O Chris

Funkeiro divulgou trecho de single na voz de rapper canadense

RESUMIDO Tracks

Playlist semanal do RESUMIDO, atualizada a cada edição (se gostou muito de alguma música, salva!)

Anúncios

quarta-feira

16

outubro 2019

0

COMMENTS

RESUMIDO #35 — Dados estruturais

Written by , Posted in Digital, Urbanidades

No RESUMIDO #35: NBA, South Park, China e tsunami democrático; você é um suspeito, vazamento de dados, festivais de música e coleta de dados; Facebook, política e mentiras; Fatboy, Greta, poesia e Blockbuster.

Abaixo, todos os links comentados nessa edição. O podcast está disponível em todas as plataformas, incluindo Spotify e Apple Podcasts.

Apoie o RESUMIDO

RESUMIDO
Link to RESUMIDO

RESUMIDO

Assine e colabore diretamente para realização do RESUMIDO!

PRECONCEITO

How This Brazilian Drag Queen Is Taking the Pop World By Storm—And Fighting for LGBTQ Rights Along the Way
Link to How This Brazilian Drag Queen Is Taking the Pop World By Storm—And Fighting for LGBTQ Rights Along the Way

How This Brazilian Drag Queen Is Taking the Pop World By Storm—And Fighting for LGBTQ Rights Along the Way

Vittar, who identifies as gay and genderfluid, has emerged as one of South America’s most popular exports

CHINA

The raging controversy over the NBA, China, and the Hong Kong protests, explained
Link to The raging controversy over the NBA, China, and the Hong Kong protests, explained

The raging controversy over the NBA, China, and the Hong Kong protests, explained

Globalization is exporting Chinese authoritarianism rather than American democracy.

Renowned DJ Zedd "Permanently Banned" From China for Liking a 'South Park' Tweet
Link to Renowned DJ Zedd “Permanently Banned” From China for Liking a ‘South Park’ Tweet

Renowned DJ Zedd “Permanently Banned” From China for Liking a ‘South Park’ Tweet

The Comedy Central cartoon has been banned by the Chinese government for its recent criticisms.

Banned in China: Why the Music Biz Should Be Watching NBA, 'South Park' Dramas (Guest Column)
Link to Banned in China: Why the Music Biz Should Be Watching NBA, ‘South Park’ Dramas (Guest Column)

Banned in China: Why the Music Biz Should Be Watching NBA, ‘South Park’ Dramas (Guest Column)

If you’re a basketball fan, you know the drama with China over an NBA executive’s tweet that supported Hong Kong protestors has been center court. But if you think the music industry is sidelined in this discussion, you haven’t been watching the ball.

China's new cybersecurity rules ban foreign companies from using VPNs to phone home
Link to China’s new cybersecurity rules ban foreign companies from using VPNs to phone home

China’s new cybersecurity rules ban foreign companies from using VPNs to phone home

For decades, it was a commonplace in western business that no one could afford to ignore China: whatever problems a CEO might have with China’s human rights record could never outweigh the pr…

Tsunami Democràtic on Twitter
Link to Tsunami Democràtic on Twitter

Tsunami Democràtic on Twitter

“Aturem l’Aeroport de Barcelona! Ens veiem a la T1! https://t.co/z1UO3BVT5U”

Tsunami Democràtic. Que movimento é este que já levou milhares a sairem à rua na Catalunha? – Observador
Link to Tsunami Democràtic. Que movimento é este que já levou milhares a sairem à rua na Catalunha? – Observador

Tsunami Democràtic. Que movimento é este que já levou milhares a sairem à rua na Catalunha? – Observador

São anónimos e querem a “luta não violenta e desobediência civil como estratégias” pela independência da Catalunha. Este “tsunami”…

DEEP FAKES E RECONHECIMENTO FACIAL

IBM, Fapesp e USP buscam colocar Brasil no mapa da inteligência artificial
Link to IBM, Fapesp e USP buscam colocar Brasil no mapa da inteligência artificial

IBM, Fapesp e USP buscam colocar Brasil no mapa da inteligência artificial

Representantes das três instituições chamam atenção para o potencial do país, caso use I.A. para se tornar ainda mais competitivo em suas áreas de vocação

Deepfakes are a real political threat. For now, though, they’re mainly used to degrade women.
Link to Deepfakes are a real political threat. For now, though, they’re mainly used to degrade women.

Deepfakes are a real political threat. For now, though, they’re mainly used to degrade women.

We use cookies and other tracking technologies to improve your browsing experience on our site, show personalized content and targeted ads, analyze site traffic, and understand where our audience is coming from. To find out more or to opt-out, please read our Cookie Policy. In addition, please read our Privacy Policy, which has also been updated and became effective May 23rd, 2018.

The biggest threat of deepfakes isn’t the deepfakes themselves
Link to The biggest threat of deepfakes isn’t the deepfakes themselves

The biggest threat of deepfakes isn’t the deepfakes themselves

The mere idea of AI-synthesized media is already making people stop believing that real things are real.

This is how you kick facial recognition out of your town
Link to This is how you kick facial recognition out of your town

This is how you kick facial recognition out of your town

Bans on the technology have mostly focused on law enforcement, but there’s a growing movement to get it out of school, parks, and private businesses too.

Link to CNH Digital (CNH-e): Veja como Funciona e como fazer a sua!

CNH Digital (CNH-e): Veja como Funciona e como fazer a sua!

CNH Digital (CNH-e): Veja como Funciona e como fazer a sua! Clique aqui para saber tudo sobre a CNH DIGITAL. Acesse agora.

Detran-RN confirma falha que expôs dados de 70 milhões de brasileiros – Antivírus e Segurança
Link to Detran-RN confirma falha que expôs dados de 70 milhões de brasileiros – Antivírus e Segurança

Detran-RN confirma falha que expôs dados de 70 milhões de brasileiros – Antivírus e Segurança

Site do Detran-RN deu acesso a dados pessoais de 70 milhões de pessoas com CNH no Brasil; falha de segurança foi corrigida

Hacker está leiloando dados de 92 milhões de brasileiros
Link to Hacker está leiloando dados de 92 milhões de brasileiros

Hacker está leiloando dados de 92 milhões de brasileiros

São 16 GB de dados que contêm informações pessoais como nomes, datas de nascimento e CPF de milhões de brasileiros

REDES SOCIAIS

What Does PewDiePie Really Believe?
Link to What Does PewDiePie Really Believe?

What Does PewDiePie Really Believe?

The biggest YouTuber in the world has been accused of being a closet white nationalist and even inspiring mass shootings. He says it’s all a misunderstanding.

The German Synagogue Shooter's Twitch Video Didn't Go Viral. Here's Why.
Link to The German Synagogue Shooter’s Twitch Video Didn’t Go Viral. Here’s Why.

The German Synagogue Shooter’s Twitch Video Didn’t Go Viral. Here’s Why.

Wednesday’s shooting was the first big test of Big Tech’s new alliance to defend against viral violence.

Facebook should ban campaign ads. End the lies. – TechCrunch
Link to Facebook should ban campaign ads. End the lies. – TechCrunch

Facebook should ban campaign ads. End the lies. – TechCrunch

Permitting falsehood in political advertising would work if we had a model democracy, but we don’t. Not only are candidates dishonest, but voters aren’t educated, and the media isn’t objective. And now, hyperlinks turn lies into donations and donations into louder lies. The checks don’t balance. Wh…

Inside Mark Zuckerberg's private meetings with conservative pundits
Link to Inside Mark Zuckerberg’s private meetings with conservative pundits

Inside Mark Zuckerberg’s private meetings with conservative pundits

The lengthy, off-the-record gatherings were held at one of the Facebook founder’s homes in California. They come as the social-media giant fends off accusations of liberal bias.

Facebook to Pay $40M Under Proposed Settlement in Video Metrics Suit
Link to Facebook to Pay $40M Under Proposed Settlement in Video Metrics Suit

Facebook to Pay $40M Under Proposed Settlement in Video Metrics Suit

Advertisers would collect the bulk of the money after alleging Facebook inflated the average time users viewed video on the platform.

VARIADAS

'Right here, right now': Fatboy Slim samples Greta Thunberg for live show
Link to ‘Right here, right now’: Fatboy Slim samples Greta Thunberg for live show

‘Right here, right now’: Fatboy Slim samples Greta Thunberg for live show

The dance artist electrifies crowd after mixing the climate activist’s UN speech slogan with his club favourite

Lyrics as Poetry
Link to Lyrics as Poetry

Lyrics as Poetry

About Lyrics as Poetry…Lyrics as Poetryis a new print-only journal spotlighting the work of songwriters, where lyrics can be appreciated on their own aesthetic merit — as art on the printed page, like poetry. Each volume includes original prose from writers and journalists along with artwork throughout. Vol. 2 & 3 also feature personal notes from songwriters about their work. The Los Angeles-based journal was created by songwriter Sara Noelle and editor Erik Hayden, with more than 50+ artists, songwriters and writers featured in each edition. Lyrics as Poetry is sold here and in 25+ bookstores nationwide.

Song You Need to Know: Pusha T and HBO’s ‘Succession’ Are the Media Merger of the Year
Link to Song You Need to Know: Pusha T and HBO’s ‘Succession’ Are the Media Merger of the Year

Song You Need to Know: Pusha T and HBO’s ‘Succession’ Are the Media Merger of the Year

“Puppets,” the remix of the show’s theme song from Pusha T and composer Nicholas Britell, is brand synergy done right

The last Blockbuster in America is now the last in the world
Link to The last Blockbuster in America is now the last in the world

The last Blockbuster in America is now the last in the world

There can be only one

RESUMIDO Tracks

Playlist semanal do RESUMIDO, atualizada a cada edição (se gostou muito de alguma música, salva!)

quarta-feira

30

julho 2014

0

COMMENTS

sexta-feira

25

abril 2014

1

COMMENTS

Transcultura #135: Axé Bass // Coisas Que Eu Achava Quando Era Criança

Written by , Posted in Imprensa, Música

transcultura_oglobo_axébass

Versão integral e sem edição do texto de março da “Transcultura” (coluna que publico todas as sextas no jornal O Globo) e esqueci de republicar aqui:

A hora do axé bass
União de hip hop, dubstep, trap e outros ritmos eletrônicos começa a formar uma cena eletrônica em Salvador e arredores

por Bruno Natal

É o novo som de Salvador, é o novo som de Salvador. Mundialmente conhecido por seu carnaval, axé e também pela forte influência da cultura africana nas tradições locais, a Bahia tem adentrado também outro terreno fortemente relacionado a diáspora negra: a bass music.

Do reggae e dub ao hip hop, onde você escutar um grave pulsando e uma batida conduzindo o transe, pode ter certeza que África está ali. Portanto era de se esperar que o som eletrônico que carrega o grave no nome e que é a base do recente sucesso do dubstep e do trap encontrasse ecos em Salvador.

Formado por Mahal Pita, 26, e Rafa Dias, 24, o A.MA.SSA tem como objetivo conectar Salvador e a Bahia ao restante do mundo e o mundo a Salvador e a Bahia. “A música é uma das ferramentas”, dizem eles. Para eles o bass sempre esteve presente em Salvador, de uma forma ou de outra.

– Esse conceito bass, que de certa forma se aplica a um recorte recente, para nós foi sempre uma experiência bastante familiar. Ouvimos reverberar pela cidade essa sensação de potência, carros com paredões de som tocando pagodão, muitas vezes distorcido pela obsessão pelo grave, festas de largo com as tropas de percussionistas tocando nos surdos, de samba duro à samba reggae e, no topo da cadeia do poder sonoro, o carnaval, a cada ano maiores e mais potentes trios elétricos empurrando a massa – explica Mahal.

Grupos como A.MA.SSA, Som Peba, Bemba Trio, Mauro Telefunksoul, os DJs Hashta, Lucas Brasil, Kongo, Toshiro, Murilo Lobo e festas como Bass Down Low, Quintas Dancehall do Ministereo Público SoundSystem, as produzidas pelo Da A.Ma.ssa e pelo Coletivo Crokant, Sexxxta Bass (em Ilhéus), e Groove and Bass (em Vitória da Conquista). Recentemente parte dos artistas foram reunidos na coletânea “Bass Culture Bahia”, lançada pela governo do Estado, que serviu como catalisador da cena bass baiana e incluiu nomes já conhecidos como Baiana System e Lucas Santtana.

O DJ e produtor Mauro Telefunksoul, 37, parte dos coletivos Pragatecno, Crokant e do Naxapa Controle de Som, acredita que a “mandinga, percussão forte, suínge, calor humano e a musicalidade” do baiano são um fator diferencial no som produzido na boa terra.

– Cheguei a bass music através do Miami bass dos anos 90. Depois passei a tocar hip hop, digital hardcore, jungle, drum n bass, breakbeat, UK garage, grime até a a cultura do grave – conta Mauro, um dos pioneiros da música eletrônica na Bahia.

Para Mahal, uma revolução na concepção musical vem acontecendo em diversos guetos do planeta e em Salvador não é diferente.

– É música de periferia, baseada na tecnologia, ligada ao regional, mas sendo pensada mundialmente. Essas ressignificações não estão presentes apenas no contexto musical, estão em todo o entorno sociocultural. O pagodão atual possui em sua gênese a fusão de elementos da cultura urbana a sua própria referência de raiz: a chula, o samba duro, o lundu, o semba, o candomblé. Isso tornou sua rítmica inédita. Ao absorver influências contemporâneas, tornou-se um buraco negro, consumindo tudo que se põe ao seu alcance.

Pedro Marighella, 34, nome por trás do Som Peba e do OMÃ (esse com Thiago Felix), focado no pagodão e no arrocha, também enxerga um posicionamento político no som.

– Apesar da música de periferia ter a produção mais popular e instigante da Bahia, o estado ainda sofre muito com as diferenças sociais e o racismo. A parte da população que atua nessa produção não é diretamente atendida pelos benefícios que ela gera. Canibalizar essas referências é também uma ação política, um manifesto pela transformação necessária.
As referência estrangeiras pela qual são filtrados os sons locais seriam uma consequência inevitável.

– É muito difícil um jovem de Salvador não ter as influências do mundo nos dias de hoje. Nos anos 80, com a inclusão da região na cena global de world music, começamos a ouvir ainda mais música de diversas origens. No mesmo período a lambada, coupé decalé, zouk, pop africano influenciaram muito a música da Bahia. Influência estrangeira não são apenas músicas e bandas. Quando falamos em música eletrônica, o fato dos softwares não serem feitos no Brasil também conta, porque os bancos de samples, a linguagem empregada, os timbres dos synths deixam as sonoridades mais próximas. Começamos a ser musicalmente educados por tutoriais do Youtube – Pedro.

Ainda assim, não é fácil encontrar espaço para o som dessa bandas.

– Todo e qualquer som mais alternativo é complicado de se trabalhar por aqui. Apesar de Salvador ser a terra da música grave, como reggae e samba reggae, temos poucos lugares apropriados pra se ouvir um bom soundsystem, apenas trios elétricos nas ruas – diz Mauro.

Mahal aponta ainda o preconceito como fator dificultador.

– Ao mesmo tempo que temos um grande acervo, vasta matéria prima musical, carecemos de elementos extremamente básicos, de ordem estruturais e técnicas que acabam dificultando um progresso mais rápido e contundente. No caso específico da A.MA.SSA, que pertencemos ao universo do pagodão, ainda temos o agravante cultural e social, que é o preconceito e a resistência de quase todas as esferas da sociedade – Mahal.

Seu parceiro enxerga ainda outro empecilhos que impediriam até mesmo se falar em um cena local.

– Hoje não vejo uma cena, pois não há diálogo entre os produtores, as festas e o público, tudo é distinto – analisa Rafa.

Pedro rejeita a referência do “bass”.

– Me parece como a ironia pejorativa do “music” de “axé music”. Interessante é que o histórico do eletrônico na música pop baiana remonta ao axé mesmo. É frequente encontrar os nomes do argentino Ramiro Mussoto em créditos de disco dos 80 e 90 citado como “arranjo, samplers, programação MIDI e efeitos” ou simplesmente Carlinhos Brown tocando clap eletrônico na clássica “Fricote” de Luiz Caldas de 1985. Encontro meu “grave simbólico” nos três tipos de surdos dos blocos afro, mas estou numa boa com o “bass” cosmopolita. Amando-o e deixando-o.

Mahal é otimista na expansão do movimento grave que vem acontecendo.

– A Bahia vem assumindo cada vez mais o legado tropicalista de passear pelo mundo sem sair de casa. Já podemos observar o início dessas movimentações em outras cidades fora de Salvador. Mesmo que ainda bem tímido já é um sinal de amplitude.

Tchequirau

coisasqueeuachavaqdoeracrianca

“Eu achava que existia um ‘mundo das drogas’, e toda hora que a minha mãe dizia ‘ele se perdeu no mundo das drogas’, me perguntava por que as pessoas insistiam em continuar indo pra lá”. Esse é um exemplo dos depoimentos que você encontra no “Coisas Que Eu Achava Quando Era Criança”.

quinta-feira

13

março 2014

1

COMMENTS

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: