terça-feira

8

junho 2004

0

COMMENTS

Seja hippie por uns dias

Written by , Posted in Urbanidades

Um festival de uma semana, com performances artísticas 24h por dia, em pleno deserto e onde transações monetárias são proibidas. Nada disso explica completamente o que é o Burning Man, evento multimídia que faz o Woodstock parecer coisa de yuppie.

Fundado por Larry Harvey, um hippie tardio que chegou à California no final do movimento, o Burning Man começou em 1986 numa praia de São Francisco, quando, numa espécie de ritual espontâneo, Larry construiu um boneco e o incendiou. A fogueira, mesmo sem um sentido definido, atraiu bastante gente e inspirou o nascimento do evento que, desde 1990, acontece em Black Rock, Nevada. Em 2003, mais de 30 mil pessoas passaram por lá para assistir um boneco de mais de 10 metros queimar.

O lance é uma grande comunidade alternativa temporária em que, paradoxalmente, as pessoas pagam 250 dólares pelo direito de passar 7 dias longe do capitalismo. Em Black Rock, nada é vendido — a não ser gelo e café, com renda revertida para projetos sociais — e quem for pego negociando qualquer coisa é expulso.

Além disso, cada um é responsável por trazer tudo que seja necessário para sobreviver por uma semana, de água a papel higiênico, e todo o lixo produzido tem que ser levado junto com o seu proprietário na hora de ir embora.

O saite do evento, que esse ano acontece de 30 de agosto a 6 de setembro, não deixa claro que tipo de atrações se apresentam além dos próprios participantes, mas ressalta para os mais animadinhos que não se trata de uma rave. O grande objetivo é conhecer pessoas e conviver em harmonia. Só indo pra ver se funciona.

Anúncios

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: