sexta-feira

11

abril 2014

2

COMMENTS

Lucas Santtana dá uma aula bem humorada sobre crowdfunding

Written by , Posted in Destaque, Música

lucassanttana_cafetacvba_lollapalooza_brasil_2014
Lucas Santtana e Café Tacvba no camarim do Lolla ’14
foto: divulgação / Instagram do artista

Preparando seu sexto disco, Lucas Santtana aderiu ao crowdfunding para finalizar a bolacha, que tem participações de De Leve, Omulu, Daniel Haaksman, Letieres Leite, Rica Amabis, integrantes do Bixiga 70 e do Metá Metá e vários outros.

Lucas dá mais detalhes na página do projeto, mas o destaque mesmo é o hilário vídeo de divulgação da campanha, explicando o que é o tal do crowdang… crowdfan, crowdfandi….

“O start desse novo disco aconteceu durante a minha última turnê na Europa ano passado.

“Como era verão no continente Europeu, resolvi acresentar guitarras e outras máquinas na formação, que antes era feita com violões acústicos. Ao lado de Bruno Buarque e Caetano Malta montamos um show bem intenso e pulsante, utilizando máquinas como MPC, Monome, Iphone, sintetizadores e muitos pedais de guitarra.

“Todo o tempo nossa preocupação era que o som ficasse ao mesmo tempo eletrônico e orgânico. Não queriamos que por conta do uso das máquinas o som perdesse o calor de uma apresentação ao vivo.

“Todo esse processo do trio acabou migrando para o disco novo e ganhando a participação mais que especial da atriz francesa Fanny Ardant, do produtor francês Vicent Segal, do Oslo String quartet, do produtor alemão Daniel Haaksman, da atriz/cantora Camila Pitanga, de Bi Ribeiro, do rapper De Leve, dos maestros Letieres Leite e Luis Felipe de Lima, do produtor Rica Amabis, de Kiko Dinucci, Thiago França, Juliana Perdigão, Ricardo Dias Gomes, Junix 11, Seco bass, Omulu, Marcelo Dworeki(Bixiga 70), Junior Boca, Klaus Senna, Zé Godoy, Zé Nigro, André Becker, Pedro Robatto, Gustavo Seal e Jeã Marques.

“A resposta do público nesses shows, tanto no Brasil quanto lá fora foi fundamental para entender que esse som queria vir a tona nesse momento.

“Sempre disponibilizei meus discos de graça na internet. Mas todo mundo sabe que disco custa caro para ser bem produzido. O que estamos arrecadando com o crowdfunding é apenas para pagar os custos básicos de finalização.”

Confira o vídeo:

Deixe uma resposta

2 Comments

Deixe uma resposta para Christopher Cancelar resposta

%d blogueiros gostam disto: