copa 2016 Archive

quarta-feira

16

junho 2010

1

COMMENTS

Calando a vuvuzela

Written by , Posted in Urbanidades


foto: Guardian

Siga a dica publicada na Super Interessante:

“Entre no menu de configuração de áudio da sua televisão, vá até o equalizador gráfico (muitas das TVs fabricadas nos últimos 3 anos têm esse recurso) e abaixe completamente a frequência de 300 Hz. Isso ajudará a cancelar os sons da vuvuzela – cuja frequência é de 235 Hz. Esse ajuste deverá resolver o zumbido, ou pelo menos reduzi-lo um pouco.”

O Life Hacker tem uma explicação mais detalhada:

quarta-feira

16

junho 2010

1

COMMENTS

sexta-feira

11

junho 2010

0

COMMENTS

É Copa do Mundo!

Written by , Posted in Urbanidades


A contestada Jabulani, vestida de dourado pra final da Copa

Mudei de idéia. Ou dou o braço a torcer, o que, no caso, dá no mesmo. A Seleção do Dunga é eficiente e, na atual maneira que o futebol tem sido jogado, boa. Não tem jeito, hoje no futebol técnica tem tanta importâcia quanto a força física. É um jogo diferente, de contato forte, em que o craque tem que saber equilibrar essas duas qualidades.

O camarada pra se dar bem não pode se garantir só nos dribles, tem que saber levar arranco e cavar espaço na marra, conseguindo realizar jogadas enquanto apanha. É a garra do tal “espírito de Copa do Mundo” transformado em tática. Copa é jogo duro, e é assim que estão acostumados a jogar os principais atletas que atuam em clubes europeus. A característica só vai ser ressaltada devido ao, bem, “espírito de Copa do Mundo”.

Se é assim, o Brasil levou atletas que se enquadram no tipo de jogo. Continuo achando menos emocionante torcer para um time que joga desse jeito e acreditando que, mesmo se adequando ao futebol moderno, tinha lugar para ao menos dois jogadores que desequilibrassem pelo talento.

Mesmo nesse panorama, a certeza é de que amanhã começa uma temporada de bons jogos, vai ter muito partidão pra assistir, comentar e lamentar ter perdido. Agora parece que os últimos quatro anos passaram voando, foi outro dia que tive a alegria de ter assistido nossa Seleção ao vivo. Assim que a Copa acabar os próximos quatro vão parecer uma eternidade.

Sem falar na final. É um dos poucos enventos do planeta que antes de começar há a certeza de que será um momento histórico. Aconteça o que acontecer. Não interessa quais as duas seleções vão ter o nome escrito nessa bola dourada da final. Copa do Mundo é Copa do Mundo.

%d blogueiros gostam disto: