segunda-feira

2

maio 2011

0

COMMENTS

Wado resenha a temporada no Rio

Written by , Posted in Música

Dias após a sequência de três shows em Ipanema, Wado manda o relato dos dias com sua banda de Alagoas no Rio:

Importei minha banda e Alagoas para quatro dias no Rio de Janeiro, alugamos uma Doblô pra caber todo mundo, e rodamos muito por lugares turísticos, alguns lugares do cotidiano da cidade e bibocas também. Temos um humor em viagem que não se perdeu nos 4 anos de covivência.

No dia anterior ao shows fizemos um ensaio com os convidados que já denotava que ia rolar uma liga. Domenico sempre de humor maravilhoso e tiradas engraçadíssimas nos empolgou e tocamos muito mais do que foi pro show, (esquecemos algumas no dia…) Momo botou pra quebrar nas harmonias, e Lucas Duque fez ajustes nos seus passinhos de funk e coreografia com mâo no joelho e tudo mais, além de sentar a mão na batera.

Desencontramos do Kassin por minha culpa que troquei o horário do ensaio sem perceber, mas eu já tinha feito um dever de casa com ele que agora é meu vizinho em Botafogo, inclusive ouvi o disco novo dele inteiro, tá maravilhoso e malucaço, com letras polêmicas e outras oníricas, e harmonias de voz bem sinuosas. Vai dar o que falar. Ficamos quatro horas tocando e lembrando as coisas e tomando uma cervejinha. Tava tudo na agulha pros três dias.

Isso aconteceu nos dias 15,16 e 17 do mês passado fizemos uma temporadinha no Oi Futuro de Ipanema que foi muito especial, Como era teatro tentamos fazer shows mais curtos que nossas gafieiras de inferninhos e pubs (que é onde nossos shows funcionam no espírito de clima de paquera, cervejinha, conversa paralela que gostamos tanto), porque sentado tem uma hora que cansa, dói a bunda, entâo o que tentamos foi nâo nos repetirmos muito, e foram três noites com repertórios bem diferentes. Foi bom assim porque alguns amigos foram em mais de uma noite e nâo queríamos entediá-los nem a nós mesmos.

Na sexta tocamos um pedaço do primeiro disco e muita coisa com o Momo que é meu amigão de mais de dez anos, fizemos coisas que sâo parcerias nossas e coisas que admiramos um do outro, Pendurado e Leão, minha e dele, e Amor e Restos Humanos e Tempestade que gostamos um do outro (se prepara pra nova pedra dele que sai em breve). No fim desovei alguns da banda na Lapa e fui dormir porque tinha trabalhado no dia pela manhâ, emendando passagem de som também e dei um jeito no pé que prejudicou um pouco meus passinhos, hehe.

Sábado foi massa e pra nossa surpresa, nâo sei como, baixou lá Marisa Monte pra ver junto com Silvia Machete, nâo ficaram o show todo mas foi uma alegria e tocamos o Manifesto da Arte Periférica Inteiro, foi um exercício de memória bacana voltar ao raciocínio das primeiras composições, pensava diferente, era menos canção tinha um tanto de Fugees, Beastie Boys nos sambas, era menos musical mas tinha seu charme.

Com Domenico e Momo fizemos coisas do Fino Coletivo, Boa hora dele e Alvinho Lancellotti, Telepata, que tiramos igualzinho do disco posso dizer com orgulho. Foi massa demais e pegada dele de batera é uma coisa, estou super curioso pra ouvir o novo dele. No fim fomos jogar sinuca e cantar Guilherme Arantes e Reginaldo Rossi num karaoke/boteco/sinuca da Lapa e foi hilário.

Domingo acordamos tarde e forramos o bucho em Niterói com direito a Visita ao lindo museu do Niemeyer. Com Kassin, na passagem de som fizemos uma porrada de coisas, ele cantou Tormenta (com colinha que a letra é quilométrica) e tocou os riffs de várias faixas, altos timbres o danado tirou. Tranquilo dele no show foi astral total, Lucia do Oi Futuro disse que passou semana com ela que nem chiclete na consciência.

Ele tocou várias, os riffzinhos de Cordâo de Isolamento que gravei e nunca fiz ao vivo porque nâo lembro e nem dá pra tocar e cantar, no fim apoteótico ainda trouxe Lucas Duque que conseguiu acertar sua coreografia e Sirimônio que estava por ali e tocamos nossas Tarja/Fafá tradicionais de fim de show.

Massa!
Abraço
Wado

Wado está outra vez morando no Rio.

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: