domingo

20

março 2011

1

COMMENTS

Transcultura #040 (O Globo): Charlie Sheen, Metronomy

Written by , Posted in Imprensa, Música, Urbanidades


Clique na imagem para ampliar

Texto da semana retrasada da coluna “Transcultura”, que publico todas as sextas no jornal O Globo:

#Winning!
A face oculta de Charlie Sheen
Por Bruno Natal

De máscara de carnaval e infográficos a legendas em fotos de gato, alusões a “Scarface”, remix dubstep e mashups com os filmes “O discurso do rei”, “Guerra nas Estrelas” e Charlie Brown, as frases inspiraram infinitas homenagens. Sem querer (será?), Sheen também gerou admiração com sua sinceridade. “Ele está apenas botando o dedo na cara de quem vive conformado sua vidinha sem graça e cuja única ação que consegue por em prática é falar mal da vida alheia. Especialmente da vida de quem vive como quer”, resumiu o Trabalho Sujo.

Relembrando: o que era pra ser mais uma conversa com uma ator de Hollywood em crise, porém Charlie Sheen aproveitou os holofotes pro conta da sua demissão do seriado “Dois Homens e Meio” devido a uma briga com os produtores e transformou sua entrevista no programa “20/20”, exibido semana passada nos EUA pela emissora ABC, no maior manancial de frases de efeito, auto-afirmação e memes do passado recente. Sheen bateu o recorde do Twitter ao conseguir 1 milhão de seguidores em um menor espaço de tempo do que qualquer outro usuário.

Sheen abriu o verbo sobre sua vida em declarações sobre usar “uma droga chamada Charlie Sheen, não está disponível, se você experimentar você vai morrer”, que “morrer é para os otários” e vangloriar-se de sua épica disposição para festas deixando “Frank Sinatra, Keith Richards, Mick Jagger no chinelo”, ter sangue de tigre, concluindo qualquer questão cabeluda com um “winning” (vencendo!) e um sorriso no rosto.

Obedecendo a velocidade dos tempos atuais, a brincadeira, também em tempo recorde, vai dando sinais de desgaste. Jornais como o nova-iorquino Village Voice, já reclamam de como essa atenção inflou a arrogância de Sheen e programadores criaram uma extensão para os navegadores Firefox e do Chrome que bloqueiam as palavras “Charlie Sheen” na sua tela . Seja como for, foi uma semana histórica na vida de Sheen.

Tchequirau

O terceiro disco só sai em abril e julgando pelas duas músicas que o Metronomy botou na roda até agora, vem coisa quente: “She Wants” e “Look”. 2011 nem embalou e está bom demais em lançamentos.

Deixe uma resposta

1 Comment

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: