mark ronson Archive

quarta-feira

16

setembro 2015

0

COMMENTS

Queens Of The Stone Age, “I Sat By The Ocean” (Mark Ronson cover)

Written by , Posted in Música

tameimpalamarkfonsonqueensofthestonedage_likeaversion

Acompanhado por Kevin Parker (Tame Impala) e Andrew Wyatt (Miike Snow), Mark Ronson fez uma versão de “I Sat By The Ocean”, do Queens of The Stone Age para a série Like a Version – a mesma onde  Arctic Monkeys fez uma versão matadora de  “It Feels Like We Only Go Backwards”, do Tame Impala, (tão boa quanto a versão da macacada gelada pra “Hold On, We’re Going Home”, do Drake).

segunda-feira

12

janeiro 2015

0

COMMENTS

Transcultura #155: De olho em 2015 // Ronson x Tame Impala

Written by , Posted in Imprensa, Música

oglobo_transcultura_cinconomes2015_deleve_strausz_lila_manara_castellobranco

Texto da semana retrasada da “Transcultura”, coluna que publico todas as sextas no jornal O Globo.

Cinco artistas nacionais para ficar de olho no começo de 2015
por Bruno Natal

Entre rimas, vozes, batidas e texturas, cinco nomes que merecem toda a atenção no começo de 2015.

1. De Leve

Após anos afastado do microfone, o rapper de Niterói lançou um EP em 2014. A boa repercussão o fez retornar aos palcos e em 2015 ele promete um disco cheio. Só falta agora a volta do lendário coletivo Quinto Andar, do qual é um dos fundadores.

2. Diogo Strausz

DJ, músico, integrante de bandas como R.Sigma, Diogo vem despontando como um dos principais produtores da nova geração, com bons discos realizados para Castello Branco, Alice Caymmi e João Capdeville. O histórico recente já pede atenção total no que ele vier a produzir em 2015. Em janeiro ele lança seu disco solo, “Spectrum Vol. 1”, com participações do Bonde do Rolê, Kassin e do pai Leno (da dupla da Jovem Guarda Leno & Lilian, do sucesso “Coisinha estúpida”).

3. Castello Branco

Responsável por um dos melhores discos de 2013 (mesmo que não tenha tido o alcance merecido), a grata surpresa se prepara para o novo disco. Agora radicado em São Paulo, Castello Branco estará mais distante das raízes campestres e hippies que inspiraram sua estreia. Fica a dúvida de como a influência da selva de pedra se refletirá em seu som.

4. Manara

Menino prodígio da cena eletrônica carioca, à frente do selo Domina, em 2014 fez turnê pela Europa a reboque do lançamento do seu primeiro disco, “Ihnteractions”, calcado no house e no techno. Promete o segundo para 2015.

5. Lila

A cantora Eliza Lacerda (do Quarteto Primo e do bloco Fogo e Paixão) estreia em EP produzido pelo cantor e guitarrista Lucas Vasconcellos (de bandas como Binário e Letuce), com participações luxuosas como a do baterista Domenico Lancelotti. O trabalho vem mixado por Iky Castilho, mais conhecido pelos trabalhos de produção no hip-hop.

Tchequirau

Produtor de mão cheia, Mark Ronson convidou uma penca de gente pra participar do seu quarto disco, “Uptown Special”. Até agora já foram lançadas “Uptown Funk”, com Bruno Mars, “Feel Right”, com Mystikal, e a melhor até aqui, “Daffodils”, com Kevin Parker, do Tame Impala (que participará ainda em duas outras faixas).

segunda-feira

17

novembro 2014

0

COMMENTS

segunda-feira

15

abril 2013

0

COMMENTS

Paul McCartney de olho no funk

Written by , Posted in Música

“Como conseguimos essa energia?”, perguntou Paul McCartney ao seu produtor, Mark Ronson, após mostrar músicas de funk e moombahton.

Não fica claro na citação de Ronson, em entrevista pra Rolling Stone, se ele se referia ao Bonde do Rolê ou aos sons que vieram depois deles. O comentário, claro, está repercutindo dentro e fora do meio funk. Mal sabe o ex-Beatle que ele próprio já andou requebrando até o chão em “Let It Baile”.

Mais legal mesmo é ver Paul trabalhando com um produtor da nova geração. Não para renovar seu som – ele não precisa, embora isso também seja um aspecto interessante – mas principalmente pela experiência que pode passar para os mais novos. Quase deveria ser obrigatória esse tipo de troca.

quinta-feira

16

fevereiro 2012

0

COMMENTS

%d blogueiros gostam disto: