luang prabang Archive

sexta-feira

7

maio 2010

3

COMMENTS

Anotações de viagem: Laos

Written by , Posted in Anotações de viagem, Urbanidades

Faltou falar da última parada na Ásia, o Laos, grande destaque da viagem. Um lugar tão relaxado e tranquilo que as anotações foram ficando pra depois, pra depois… e acabaram não sendo feitas por lá em hora nenhuma. Então vamos de fotos e algumas legendas.

O principal destino da República Democrática Popular do Laos não é a capital Vientiane e sim a pacata Luang Prabang. Patrimônio cultural da Unesco, a cidade é salpicada de templos budistas rústicos, satisfazendo a imagem que se tem de uma Ásia mística e tranquila.

O país vive sob o regime socialista e tem no arroz seu principal produto. No entanto, quem tem moral mesmo no país não são os militares ou os agrigultores e sim os monges budistas. Tudo parece girar em torno de suas atividades.

Toda manhã, com o dia ainda raiando, os moradores de Luang Prabang vão as ruas oferecer aos monges o arroz especialmente preparado pelas mulheres das famílias para essa ocasião.

É uma cerimônia simples e linda, em que os monges desfilam em fila e cada morador (e também os turistas que não se importam em intereferir diretamente em hábitos locais) deposita um punhado de arroz no recipiente de cada monge, até formar a quantidade que será sua única refeição do dia.

Duas das principais atrações do Sudeste Asiático estão presentes em Luang Prabang: o pôr-do-sol no Mekong e as massagens nos pés. A noite, um mercado de artesanato é a principal atração, oferecendo alguns dos melhores produtos de toda Ásia, principalmente os trabalhos em tecido e bordados.

Os traços da colonização francesa, quando o Laos fazia parte da Indochina, continuam presentes. Um deles é visível na culinária, tanto nos ingredientes quanto no modo de preparo de alguns pratos. Crepes são vendidos em barraquinhas como se fossem milho verde no Rio de Janeiro.

Apesar das infindáveis discussões sobre a qualidade de vida dos animais — é pura exploração ou uma maneira de ajudar a preservá-los? — os passeios de elefante pela selva são um clássico.

As belezas naturais é um grande atrativo do Laos, com suas diversas reservas e uma fauna e flora exuberante. As cachoeiras de Kuang Si, assim como todo parque, são impressionates. Lá também está um centro de preservação de ursos.

Nos restaurantes de comida típica pode-se experimentar comer sem talheres, utilizando bolinhas de um arroz endêmico, apelidado de “arroz grudento”, para fazer os molhos chegarem até a boca. As frutas são abundantes, assim como o café.

Cachorro de madame no Brasil, tem até shitsu vira-lata nas ruas.

Faça chuva, faça sol, os zilhões de imagens de Buda são tratadas com todo respeito e cuidado, protegidas como se estivessem de fato vivas.

A calma.

O bonito terminal da Bangkok Airways, decorado com motivos short-de-turista-de-praia, no moderno aeroporto de Luang Prabang.

%d blogueiros gostam disto: