cassiano Archive

segunda-feira

24

outubro 2016

0

COMMENTS

Ouça “Yes Lawd!”, disco de estreia do NxWorries

Written by , Posted in Música

NxWorries Yes Lawd! URBe

Formado pelo vocalista Anderson Paak e pelo produtor Knxwledge, o duo de hip hop NxWorries acabou de lançar seu primeiro disco, “Yes Lawd!”, pelo selo Stones Throw Records.

O segundo single do álbum, “Link Up”, contém um sample da faixa “Onda”, do cantor Cassiano.

 

terça-feira

28

outubro 2014

0

COMMENTS

Trancultura #149: The Preatures // "Onda"

Written by , Posted in Imprensa, Música

Transcultura_ThePreatures_OGlobo_2014

Texto na da semana passada da “Transcultura”, coluna que publico todas as sextas no jornal O Globo:

Criatura Australiana
The Preatures lança primeiro álbum com potencial hit
por Bruno Natal

O vocal faz uma contagem emulando uma espécie de metrônomo, a guitarra começa a frasear sobre um baixo disco e uma bateria de viradas new wave, cortados por riffs de timbragem country, abrindo os caminhos para um vocal feminino sossegado, quase blasé, levar a canção até o refrão e a pergunta que dá título à música: “Is this how you feel?” (“É assim que você se sente?”).

A descrição não faz jus ao estrago causado pelo hit do The Preatures, com produção impecável, tudo brilhando e uma mixagem que não deixa nenhum som se atropelar. Mesmo a música (que ganhou remix da dupla de Los Angeles Classixx) não tendo a repercussão que um hit deveria ter, o potencial segue dormente.

Agora “Is this how you feel?” ganha uma segunda chance, com o lançamento do primeiro disco cheio da banda. Originalmente parte de um dos dois EPs que saíram antes, a música foi incluída entre as dez escolhidas para formar “Blue planet eyes”. Mais que isso, apesar de ser apenas a terceira música na sequência, o disco soa como se tivesse sido pensado ao redor da faixa.

A mistura de r&b, country, rock, disco, anos 80, via Kings of Leon, Lana Del Rey, Fleetwood Mac e Don Henley, levou a algumas comparações rasteiras com o Haim. No The Preatures, no entanto, em vez de três mulheres, há apenas uma. E é ela a maior estrela. Acompanhada por Gideon Bensen (guitarra/vocais), Jack Moffitt (guitarra), Thomas Champion (baixo) e Luke Davison (bateria), a performance da cantora e tecladista Isabella Manfredi é o centro da banda. No disco e ao vivo, como demonstrado num pequeno show durante o festival SxSW, em março deste ano, antes do lançamento do disco e de uma turnê oficial.

A importância de Isabella fica ainda mais clara quando Gideon toma a frente e esfria as coisas. A banda deve ter ouvido bastante essa mesma crítica e absorvido bem, tanto que, se nos EPs Gideon dividia a quantidade de faixas com Isabella, no disco ele sumiu. É a bela Isabella (peço desculpas pelo terrível joguete de palavras, mas foi irresistível) quem leva a banda adiante.

O disco tem outras boas como “Somebody’s talking”, “Cruel” ou a balada “Two tone melody”, mas nada tão bom quanto “Is this how you feel?”. Também, a tarefa era ingrata.

Tchequirau

Lançada pelo soul man brasileiro Cassiano no disco “Cuban Soul”, de 1976,“Onda” não precisa de remix. Ela balança sozinha e muito bem. Ainda assim, a dupla de Los Angeles Poolside se juntou aos brasileiros do Fatnotronic (formado por Gorky do Bonde do Rolê e Phillip A do Killer On The Dance Floor) para essa missão impossível, ainda que seja apenas um edit – e deu certo.

quinta-feira

26

novembro 2009

2

COMMENTS

quarta-feira

16

setembro 2009

2

COMMENTS

Tropikill

Written by , Posted in Música, Urbanidades


A história do reggae numa camiseta

O brasileiro radicado em NY, Cassiano, toca de lá a marca Nossa Design. É deles aquela camiseta “I <3 Baile Funk” que virou febre uns tempos atrás (a minha praticamente anda sozinha), além de outras estampas controversas.

Após muitas festas dedicadas ao funk carioca na grande maçã, Kassiano (com “K” quando assume a persona tocadora de discos) se juntou ao Alexander Technique, do DJ’s Are Not Rockstars, para formar o Tropikill.

Caminhando pelas avenidas tropicais (do ghettotech, cumbia digital e afins, muito bem exploradas pela trupe da carioca Dancing Cheetah), a primeira mixtape, “Treme Treme”, tá na rua.

Entre as músicas, um remix do Tropikill para “Gringo Oba Oba”, dos paulistas do Killer On The Dancefloor.

1. INTRO
2. LARRY TEE “LETS MAKE NASTY” (AFROJACK RMX)
3. KILLER ON THE DANCEFLOOR “GRINGO OBA OBA” (EDU K RMX)
4. STEVE ANGELLO “FLONKO” VS. CHERNOBYL “MAIS” VS. DAVID BOLADO “ROSE BUMBUM”
5. CROOKERS “PARA DE GRACINHA” (STICKY K RMX) VS.
ZOMBIE DISCO SQUAD “EUROVISION” VS.
RIVA STARR “MARIA” VS ZOMBIE DISCO SQUAD “VIE!” FEAT. MC CEZINHA
6. N.A.S.A. “WACHADOIN” (NROTB RMX)
7. GREGOR SALTO “MEXER” (CHUCKIE & DAVE MOREAUX MIX)
8. BASSJACKERS “SOJA”
9. DESIGNER DRUGS “BACK UP IN THIS” (MICHAEL MEDS RMX)
10. PROXY “RAVEN” (KAZEY & BULLDOG RMX)
11. MAJOR LAZER “PON DI FLOOR”
12. KILLER ON THE DANCEFLOOR “GRINGO OBA OBA” (ALEXANDER TECHNIQUE &
KASSIANO TROPIKILL RMX)
13. JACKBEATS “WHAT” (FOAMO RE-EDIT)
14. BLATTA INESHA “BLOW UP” (HIJACK RMX)
15. DEF INC “WALKING THE DEAD” (VATO GONZALEZ RMX)
16. RENAISSANCE MAN “WHAT IS GURU” (RIVA STARR RMX) VS.
DANCES WITH WHITE GIRLS “EVERYONE’S GOT TO MAKE A LIVING”
17. PROJECT CYBORG “HEY LADIES” (MODEKS RMX)
18. HARVARD BASS “CAKED” VS MARCELO D2 “BATUCADA”
19. ACID GIRLS “MINI VIVA” VS MC SABRINA VS EDU K “LINGUIÇA MALUKA FEAT. MC ERIC”
20. MIIKE SNOW “ANIMAL” (FAKE BLOOD RMX)
21. ZUZUKA PODEROSA x RIONEUROTIC BASS (DJ EDGAR) VS SIDNEY SAMSON
“RIVERSIDE” (AFROJACK RMX)

%d blogueiros gostam disto: