sexta-feira

11

janeiro 2013

0

COMMENTS

Essa mensagem se auto destruirá em alguns segundos

Written by , Posted in Destaque, Digital

Clica daqui, clica dali, descobri só agora esse Snapchat, serviço de troca de mensagens que se auto destróem poucos segundos após serem lidas, sem deixar rastros, como nos melhores filmes de espionagem. Ou quase isso, pois vários bugs permitem salvar as fotos e expões dados dos usuários.

Lançado em setembro de 2011, o Snapchat pegou mesmo no final do ano passado, chegando a 50 milhões de mensagens trocadas por dia. O motivo, dá pra imaginar, é o sexting, a troca de mensagens com fotos sensuais. O fundador da empresa, Evan Spiegel, nega que esse seja o fator principal do sucesso.

Tanto movimento chamou a atenção do Facebook, que lançou um produto pra rivalizar com o Snapchat, o Poke. A medida não teve o efeito desejado e, apesar de ter copiado cada detalhe do aplicativo original, o Poke só fez alavancar o sucesso do Snapchat, ao ponto de Evan publicar um comunicado debochado (fazendo menção aos tempos de Apple vs IBM) agradecendo pela ajuda.

A prática pode estar tornando-se comum no Facebook. Fundador do extinto imeen e hoje a frente da App.net – um a rede social paga, para competir com o Facebook, oferecendo principalmente termos de uso e privacidade que favorecem o usuário – Dalton Caldwell escreveu uma carta aberta bastante áspera para Mark Zuckerberg reclamando da condução de uma reunião na sede da empresa a respeito da aquisição de sua companhia.

E tem gente que pensa que é só mais um aplicativo de foto para adolescentes. A disputa pelo mercado mobile está feroz.

Anúncios

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: