sexta-feira

11

agosto 2006

3

COMMENTS

Diabólico

Written by , Posted in Resenhas

desorden publico_diablo.jpg

Embora o Brasil faça fronteira com quase todos os países da América do Sul, a língua ainda é uma barreira cultural quando o assunto é música. Apesar da proximidade, pouco se ouve do que está sendo produzido por nuestros hermanos.

Certa vez, em visita ao lendário programa de rádio roNca roNca, BNegão falou de uma banda da Venezuela que ele havia conhecido durante uma turnê pela Europa. Chamava-se Desorden Público.

O MC contou que ficou envergonhado quando conheceu os integrantes do Desorden Público. Não apenas porque a banda tem 18 anos de estrada pela América Latina, mas também porque eles já conheciam seu trabalho com os Seletores de Frequência.

Aos poucos, ainda bem, a distância vai diminuindo. Há alguns anos, a MTV tentou fazer essa ponte, através de programas como “Hermanos” e “Tordesilhas”. Em 2006, o lançamento nacional (via Radiola Records) do sexto disco dos venezuelanos, “Diablo”, pode ser visto como indicativo de que as pontas começam a se tocar.

A mistura de ska, cumbia, salsa, punk, dub, percussões, metais e boas letras do Desorden Público não fica devendo a expoentes do chamado “rock latino”, como Ozomatli ou Café Tacuba.

Até mesmo o exagero de direções apontadas no disco, que causa uma certa falta de unidade entre as músicas, acaba servindo como atrativo, ilustrando a amplitude sonora da banda. Escutar belezuras como “Maldad en tu corazón” ou “La primera piedra” confirmam o velho ditado: antes tarde do que nunca.

Anúncios

Deixe uma resposta

3 Comments

Deixe uma resposta

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: