quarta-feira

21

julho 2004

0

COMMENTS

Bordoadas

Written by , Posted in Resenhas

Na primeira noite da terceira edição do Sound System Attack, o evento mostrou a que veio. O dj paulista Yellow P — sozinho e acompanhando o Mamelo Sound System — deu uma aula de dub, enquanto o Inumanos, em contagem regressiva para o lançamento do seu primeiro disco, sacudiu os poucos presentes.

Vai ver foi a noite fria, mesmo assim é curioso como a suposta “galera do hip hop” da Zona Sul não dá as caras quando o lance é de verdade. Qualquer festa fanfarrona com um dj gringo enganando fica lotada. Agora, pra ver o Inumanos, nem trazendo a Lapa pro Ballroom. Lamentável.

Azar de quem não foi. Depois de fazer um set no esquema, Yellow P comandou o live pa do Mamelo. Apesar dos esforços da dupla de vocalistas, formada pelo ex-vj da mtv Rodrigo “Audiolandro” Brandão e Luana Lurdez, o forte do Mamelo são mesmo as bases. Essas bases, nas mãos de Yellow P, mixando ao vivo, tomam um xarope de dub que não é mole não.

Originalmente, quem pilota o live é o Alexandre Basa, multi-instrumentista com passagem pelo coletivo Instituto. Acontece que o cara tirou umas férias do Mamelo para produzir o aguardado disco solo de Gustavo Black Alien. Assim como Basa, Rafael Ramos, da Deck Disk, estava no Ballroom e liberou uma cópia do disco (que seria masterizado no dia seguinte) para Yellow P dar um gostinho pra galera.

A faixa, chamada “Caminho…”, é uma pancada. A influência de dancehall — assumida por Basa, fã de Sizzla e Sean Paul — nas batidas e nos efeitos é escancarada, principalmente no vocal durante o refrão. Se o resto do disco, programado para sair no dia 11 de setembro, for no mesmo nível, o negócio vai ficar esquisito.

Anúncios

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: