quarta-feira

2

abril 2008

0

COMMENTS

5 perguntas – De Leve (Banda Leme)

Written by , Posted in Uncategorized

Iniciando a série de cinco perguntas com cada uma das atrações da festa de cinco anos do URBe, o rapper niteroiense De Leve fala de seu novo projeto, formado com Flu e Luciano, a Banda Leme. O grupo já tem um hit na carteira, “Nadadora”.

O que é a Banda Leme?

De Leve – A Banda Leme foi um motivo que tivemos pra nos reunir e fazer música, pra matar o tempo livre que tínhamos e que se tornou numa diversão muito maneira. É muito bom criar coisas novas, sem limites e sem rótulos. Só pra fazer o povo dancar e cantar. Bonzão.

Eu tô adorando fazer show pra outros públicos, mesmo que isso seja estranho ainda pra mim, que não estou muito acostumado em ser vocal de banda sozinho, sem rap, sem gesticular muito… É diferente… estranho ainda.

Isso significa que você está dando um tempo na carreira solo?

De Leve – Não, significa que eu tô buscando novas formas de me expressar e fazer música, juntamente com o hip hop. Tanto é assim que meu disco novo, “De Love”, está sendo feito ao mesmo tempo que a Banda Leme, então não tem porque pensar assim.

Os dois estão caminhando lado a lado. Não tem como dar um tempo no que me sustenta. Meu filho tá vindo aí, se eu der um tempo ele não vai ter leite.

NE: De Leve acaba de lançar o clipe da música “Feipa”, do seu disco mais recente, “Manifesto 1/2 171”. Assista abaixo:

Como anda o hip hop atualmente no Brasil? Estagnado, evoluindo…

De Leve – Eu não sei muito. Nunca fui muito envolvido com cena hip hop e tudo que eu falo é, relativamente, de fora.

O rap ainda reune muita gente em torno de batalhas de freestyle e coisas assim no Brasil, mas eu não ando muito interessado nisso, nao me empolgo muito com isso, como a maioria. E nem sei explicar porque.

Mas isso acaba ajudando o pessoal que não conhecia o rap, mais gente faz rap. Agora, fazer rap não significa viver de rap, o que faz a maioria se desiludir com a carreira, já que no Rio é quase impossível viver de musica sem um 2º, ou melhor, 1º emprego.

Você anda bem ativo no seu blog, Di Camelim. Como é sua relação com a internet, tirando o uso profissional, para sua divulgação como artista?

De Leve – É uma relacao de vício. Eu acesso sempre que posso e quando não posso, me coço. Rs. Tô sempre tentando fazer e manter contato e vendo o que de novo surgiu. Gosto também de ler, fazer pesquisas, discutir, conversar, debater. Tô sempre noObservatório da Imprensa, já escrevi alguns artigos pra lá, no Overmundo também… Tô sempre fuçando esta ferramenta infinita.

Depois da Banda Leme, o que vem por aí?

De Leve – Eu tô descobrindo a música latina. Não sei se vou levar isso pra “minha praia” ou se vou tentar outra coisa, mas, se é que posso falar sobre alguma coisa que eu nem pensei ainda, pode ser isso. Vamos ver!

Anúncios

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: