emicida Archive

sexta-feira

26

Maio 2017

0

COMMENTS

Brasil e Portugal se encontram em “Língua franca”, álbum com Rael, Emicida, Capicua e Valete

Written by , Posted in Música

“Língua franca” saiu nessa sexta-feira (26) nas plataformas digitais e já concorre, ao lado de lançamentos como “Galanga Livre”, de Rincon Sapiência, e “Espiral de Ilusão”, de Criolo, como um dos álbuns nacionais mais importantes do ano.

Isso porque, em uma reunião pouco comum, nomes importantes do rap brasileiro (Rael e Emicida) se encontram com parceiros de Portugal (Capicua e Valete). O resultado é uma interseção entre os dramas daqui, e de lá. Ah, e claro, os sotaques.

 

Anúncios

sexta-feira

31

Março 2017

0

COMMENTS

Emicida, Rael, Capicua, Valete, “Ela”

Written by , Posted in Música

LinguaFranca_Emicida_Rael_Capicua_Valete_Ela

Emicida e Rael se juntaram aos MCs portugueses Capicua e Valete para lançar “Língua Franca”. Com produção de Kassin, Fred Ferreira e Nave, “Língua Franca” mistura as diferentes experiências, realidades e sensibilidades musicais de todos eles, tendo a rima e a língua como ponto de encontro.

Ouça “Ela”, um groove chapado viajando da Avenida Paulista ao Terreiro do Paço, em Lisboa.

sexta-feira

29

julho 2016

0

COMMENTS

Tokyo Ska Paradise Orchestra, “Olha pro Céu (feat. Emicida)”

Written by , Posted in Música, Sem categoria

Tokyo Ska Paradise orchestra Emicida URBe

Foi divulgado com exclusividade pela Noisey a música “Olha pro Céu”, uma parceria do grupo japonês Tokyo Ska Paradise Orchestra com o rapper Emicida. A faixa é uma versão de uma tradicional canção japonesa, chamada “Sukiyaki”, e vai ser laçada na coleção “Seleção Brasileira”, que sairá pela Radiola Records. A Tokyo Ska Paradise toca no Rio nessa sexta, no Vivo Rio.

quarta-feira

13

julho 2016

0

COMMENTS

Projeto “Bands on Frame” registra bandas pelo país em Polaroids

Written by , Posted in Imagem

bands on Frame polaroid URBe

“Bands on Frame” é um projeto da fotógrafa pernambucana Hannah Carvalho com o objetivo de capturar as mais variadas bandas e cantores em fotos Polaroid. Emicida, Ney Matogrosso, Otto, Karina Buhr, Mombojó, Boogarins, Dônica, Mac DeMarco e Lucas Santanna foram alguns dos artistas fotografados para o trabalho.

Ney Matogrosso

A photo posted by Bands on Frame (@bandsonframe) on

Emicida

A photo posted by Bands on Frame (@bandsonframe) on

Boogarins / Dinho

A photo posted by Bands on Frame (@bandsonframe) on

Karina Buhr

A photo posted by Bands on Frame (@bandsonframe) on

Mac DeMarco / Mac

A photo posted by Bands on Frame (@bandsonframe) on

Mombojó / Felipe

A photo posted by Bands on Frame (@bandsonframe) on

Lucas Santtana

A photo posted by Bands on Frame (@bandsonframe) on

Dônica / Zé

A photo posted by Bands on Frame (@bandsonframe) on

Otto

A photo posted by Bands on Frame (@bandsonframe) on

Far From Alaska / Emmily

A photo posted by Bands on Frame (@bandsonframe) on

Figueroas / Givly

A photo posted by Bands on Frame (@bandsonframe) on

O Terno / Tim

A photo posted by Bands on Frame (@bandsonframe) on

quarta-feira

6

Janeiro 2016

1

COMMENTS

Os bons discos nacionais de 2015

Written by , Posted in Destaque, Música

urbe_bonsdiscosnacionais2015

É chegada a hora de fechar a tampa de 2015, começando pelos discos nacionais. Ao contrário do quem muita gente falou por aí, não me empolguei  muito com a safra não. Na realidade, minha lista de melhores do ano é quase uma coleção do discos que ouvi com mais atenção. Abaixo, a classe Brasil de 2015, como sempre em nenhuma ordem especial, afora o primeiro colocado.

Aqui estão as listas de Bons Discos Internacionais de 2015 e de Bons Shows de 2015.

O disco nacional de 2015:

GC - GE - URBe

Gal Costa, “Gal Estratosférica” 

“Não sei porque o Chico Buarque ainda lança disco. Se é pra ser essa mesma pasmaceira de sempre, melhor parar”. “Quem o Caetano acha que é? O cara tem mais de 70 anos e lança disco de rock como se tivesse 20? Ele tem que fazer o que sabe fazer bem”. Realmente a vida de medalhão não deve ser fácil, é difícil agradar a moçada. Gal, no entanto, desde o disco anterior, “Recanto”, vem conseguindo rejuvenescer sua obra sem olhar demais para o passado ou para o futuro. Juntou-se a uma turma mais nova e absorve modernidades o mesmo tanto que enxarca a molecada de experiência. Uma aula de como não se perder nos próprios caminhos.

Benjao hardcore nego URBe

Benjão, “Hardcore Nêgo” 

Cícero - a praia urbe

Cícero, “A Praia”

letuce estilhaça urbe

Letuce, “Estilhaça” 

cidadao instigado fortaleza urbe

Cidadão Instigado, “Fortaleza” 

bixiga 70 bixiga 70 2015

Bixiga 70, “Bixiga 70”

elza a mulher URBe

Elza Soares, “A Mulher do Fim do Mundo” 

Boogarins manual urbe

Boogarins, “Manual” 

siba de baile solto urbe

Siba, “De Baile Solto” 

alberto continentino ao som dos planetas urbe

Alberto Continentino, “Ao Som dos Planetas”

ava rocha ava patrya yndia yracema

Ava Rocha, “Ava Patrya Yndia Yracema”

Black-Alien no principio urbe

Black Alien, “Babylon By Gus – Vol. II: No Príncipio Era o Verbo” 

bengao seletores transmutação URBe

Bnegão & Seletores de Frequência, “Transmutação”

instituto violart

Instituto, “Violar”

Emicida Sobre_Crianças,_Quadris,_Pesadelos_e_Lições_de_Casa URBe

Emicida, “Sobre Crianças, Quadris, Pesadelos & Lições de Casa… “

 

Anúncios