circo voador Archive

quinta-feira

17

novembro 2016

0

COMMENTS

quinta-feira

6

outubro 2016

0

COMMENTS

sexta-feira

29

abril 2016

0

COMMENTS

sexta-feira

28

novembro 2014

0

COMMENTS

A missa do Tame Impala

Written by , Posted in Destaque, Música, Resenhas

TameImpala_setlistshow2014_rio_queremos_circovoador

O resumo do culto foi esse aqui, num mashup com de letras:

Why won’t you make up your mind? Give me a sign!

And you will never come close to how I feel
You will never come close to how I feel

AAAAAH
Why won’t they talk to me?

And I boast that it is meant to be
But in all honesty I don’t have a hope in hell

That you are all you’re meant to be
When the one from my dream
Is sitting right next to me
And I don’t know what to do, oh alter ego

I know that I gotta be above it now
And I cannot let them all just bring me down
Gotta be above it…

Me and my love we’ll take it slow.
I hope she knows that I’ll love her long,

It’s been so long since I held your hand
You don’t know how hard it can be

Nothing that has happened so far has
Been anything we could control.

It feels like I only go backwards baby.
Every part of me says go ahead.
I got my hopes up again, oh no… not again.
Feels like we only go backwards darling.

Everything is changing,
And there’s nothing I can do
My world is turning pages
While I am just sitting here

quinta-feira

21

agosto 2014

1

COMMENTS

João Donato, 80 anos de suingue

Written by , Posted in Destaque, Música, Resenhas

JoaoDonato_80anos
foto: Donatinho / Coletivo Luna, via Facebook

Teve gente vinda do Japão para presenciar o sarau de 80 anos do mestre do suingue João Donato. Era uma noite histórica, abrilhantada por convidados do quilate de Caetano Veloso, Luiz Melodia, BNegão, Kassin, Robertinho do Recife e alguns outros. Ainda assim, tinha ingresso sobrando, com pouco mais de mil presentes no Circo Voador. Vai entender essa cidade.

Entre sucessos como “Amazonas” e “A Rã”, Donato divertia-se entre os amigos, como quem apenas brinca de entortar teclas com seu jazz brasileiro de balanço afro-cubano. Responsável pelo primeiro momento arrebatador da noite, Leny Andrade levantou o público com sua interpretação de “Até Quem Sabe”.

A festa foi bonita, ainda que aquém da importância da data. A celebração a esse ícone da música brasileira merecia muito mais, inclusive apoio oficial.

Isso era show pra muito mais gente, muito mais convidados importantes (e não alguns contra-pesos que poderiam ter tido a e elegância de declinar o convite), de graça, na praia (mesmo que para poucos e nos Circo possa ter sido mais agradável de assistir).

Poderia ter havido uma parte com sintetizadores, pra celebrar o Bad Donato. Poderia, poderia, poderia… Ao menos houve festa. Conhecendo nosso histórico, isso por si só já é motivo de comemoração. Parabéns para quem ralou (e não deve ter sido pouco) pra fazer isso acontecer. João Donato merece.

Anúncios