bbng Archive

quinta-feira

29

junho 2017

COMMENTS

Matty, integrante do BBNG, lança música solo

Written by , Posted in Música

Tecladista fundador do BadBadNotGood, Matty Tavares lançou uma música solo. De acordo post da banda divulgando a faixa, Matty segue parte do grupo, apenas afastado das turnês para estudar e experimentar. Chester e Alex, baixista e baterista do BBNG respectivamente, inclusive tocam em “Embarassed”.

Anúncios

sexta-feira

12

maio 2017

COMMENTS

quinta-feira

19

maio 2016

COMMENTS

BADBADNOTGOOD anuncia disco “IV” para julho e divulga música nova

Written by , Posted in Música

BADBADNOTGOOD IV URBe

O BADBADNOTGOOD deu mais detalhes sobre o lançamento de seu próximo álbum, “IV”, que sai no dia 8 de julho. O disco vai contar com as participações de Mick Jenkins, Kaytranada, Colin Stetson, e Charlotte Day Wilson.

Ouça “Time Moves Slow”, parceria do grupo com Sam Herring, vocalista do Future Islands. A faixa foi divulgada no programa de Zane Lowe em seu programa no Apple Music.

“IV”

As músicas:

01 – And That, Too
02 – Speaking Gently
03 – Time Moves Slow [part. Sam Herring]
04 – Confessions Pt. II [part. Colin Stetson]
05 – Lavender [part. Kaytranada]
06 – Chompy’s Paradise
07 – IV
08 – Hyssop of Love [part. Mick Jenkins]
09 – Structure No. 3
10 – In Your Eyes [part. Charlotte Day Wilson]
11 – Cashmere

A capa:

BADBADNOTGOOD IV Capa URBe

quinta-feira

7

janeiro 2016

COMMENTS

Os bons discos internacionais de 2015

Written by , Posted in Destaque, Música

urbe_bonsdiscosinternacionais2015

Já está chegando a hora de dar uma medalha para quem ouve um disco inteiro nessa era que vem sendo dominada por streamings avulsos e EPs. E duas para os artistas que conseguem 1) produzir um disco coeso nesse contexto; 2) conquistar atenção dos ouvintes para o disco inteiro nesse tiroteio de singles. Abaixo estão os discos que conseguiram puxar o foco para si seja pela importância do artista, seja através de uma única música que por acaso adentrou os ouvidos e acabou puxando as outras. Esses são alguns dos bons discos de 2015 – os que chegaram até aqui, ao menos.

Aqui estão as listas dos Bons Discos Nacionais de 2015 e Bons Shows de 2015.

O disco internacional de 2015:

djkoze-djkicks URBe

DJ Koze, “DJ-Kicks: DJ Koze”

O melhor disco do ano não foi um exatamente disco, mas uma mixtape. Sintomático com os tempos atuais, puro suco de 2015. O mix feito pelo DJ Koze para 50ª edição da série DJ Kicks é uma parada de outro mundo. Mesmo sendo uma coletânea, não se trata apenas de juntar um punhado de músicas, várias delas são edits, remixes e mashups produzidos pelo próprio Koze. Mesmo fazendo “apenas” uma seleção, o que o cara conseguiu é de deixar pasmo. Uniformidade de clima, astral, história através das letras. Coisa linda e imperdível.

kendrick-lamar-to-pimp-a-butterfly URBe

Kendrick Lamar, “To Pimp A Butterfly”

jamiexxincolourURBe

Jamie xx“In Colour”

alabamashakessound&colorURBe

Alabama Shakes, “Sound & Color”

Tame-Impala-Currents800-500x500URBe

Tame Impala“Currents”

KWTheepicURBe

Kamasi Washington“The Epic”

andyshauf-the-bearer-of-bad-newsURBe

Andy Shauf“The Bearer o Bad News”

leon-bridges-coming-home-URBe

Leon Bridges“Coming Home”

natalieprassURBe

Natalie Prass“Natalie Prass”

toroymoiwhatforURBe
Toro y Moi“What For?”

UMO-multiloveURBe

Unknown Mortal Orchestra“Multi-Love”

Mac DeMarco - Another One URBe

Mac DeMarco“Another One”

Diclosure Caracal - URBe

Disclosure, “Caracal” 

desmond cheese - peace & quiet URBe

Desmond Cheese, “Peace & Quiet” 

the internet ego death - URBe

The Internet, “Ego Death”

kurt vile - b'lieve i'm goin' down... URBe

Kurt Vile, “b’lieve i’m goin down…” 

badbadnotgood-ghostface-killah-sour-soul-URBE

Ghostface Killah/BadBadNotGood, “Sour Soul”

mew-fresh-blood-URBe

Matthew E. White, “Fresh Blood”

beirut-no-no-no URBe

Beirut, “No No No”

sexta-feira

10

abril 2015

COMMENTS

BadBadNotGood, "Boogie No. 69"

Written by , Posted in Destaque, Música

BBNG_GiannideFretes
foto: Gianni de Fretes / divulgação, via Facebook

Se você sentir um balanço brasileiro nos teclados, não estranhe: após um dos shows no SxSW o tecladista da banda disse que tem escutado muita música brasileira, citou o Azymuth e disse que está viciado em “Construção”, do Chico Buarque.

As apresentações em Austin foram bem diferentes disso. Quase sempre acompanhados pelo Ghostface Killah, e as vezes por outros rappers, o BBNG está se mostrando cada vez mais versátil. Só falta tocar no Brasil.

Anúncios