animação Archive

quarta-feira

12

julho 2017

COMMENTS

quinta-feira

20

outubro 2016

COMMENTS

Assista ao curta animado “Borrowed Time”

Written by , Posted in Imagem

Borrowed Time URBe

Inspirado nos filmes e velho-oeste, “Borrowed Time” conta a história e um homem que volta ao local de um acidente que passou a via inteira para esquecer.

Dirigido por Andrew Coats e Lou Hamou-Lhadj, com produção de Amanda Deering Jones, o curta tem trilha-sonora de Gustavo Santaolalla, vencedor de um Oscar.

quarta-feira

10

setembro 2014

COMMENTS

Trancultura #145: Raposinha Sapeca // De Leve

Written by , Posted in Digital, Imprensa

oglobo_raposinhasapeca

Versão não editada do texto da semana passada da “Transcultura” (coluna que publico todas as sextas no jornal O Globo) e que faltou republicar aqui:

A Raposinha Sapeca despeja lisergia na rede
Com humor nonsense e visual tosco, personagem conquista 70 mil seguidores em apenas um mês de existência
por Bruno Natal

Uma raposa aparece desenhada de maneira rudimentar na tela e anuncia: “Hoje é domingo, dia de comer cogumelo!”. O que vem a seguir é uma colagem visual lisérgica, em que a Raposinha Sapeca conhece Zeus, perde a linha no SnapChat, dança com Valesca Popozuda no Olimpo e come queijo. É justamente o absurdo das situações que faz com que ela tenha se tornado um dos personagens mais comentados na rede nos últimos dias, chegando a mais de 70 mil seguidores com apenas um mês de existência.

Os assuntos prediletos das aventuras do mamífero safado — inspirado nos adesivos da raposa do Facebook e produzido num “PC lerdo”, usando um microfone de celular — são temas adultos, como drogas, sexo e outros propagados nas redes sociais, como os memes do forninho, da Inês etc.

— Evitamos temas muito nerds. Ainda assim, há referências em algumas animações, como a citação ao jogo “A lenda de Zelda”, no episódio do cogumelo. E gostamos de bandas underground na trilha, como Thievery Corporation, usada na animação do matinho — explica o animador e dublador Nilton Viana, 24, formado em Administração, criador da Raposinha junto com o recém-formado em Rádio e TV Lucas Costa, 22, e a maquiadora Ingrid Araújo Carvalho, 18, que também dublam alguns dos personagens.

Foi o vídeo da menina dançarina tendo que lidar com um forno de micro-ondas despencando em sua cabeça que fez a Raposinha ser citada em diversas páginas. A opção pelo vídeo não era parte do plano original. O grupo espera conseguir dinheiro suficiente com um canal a ser criado no YouTube para investir em equipamentos melhores.

— Começamos com imagens estáticas, a animação surgiu só como uma ideia de promover melhor a página — explica Viana. — Elas acabaram tornando-se o centro das atenções, e percebemos que valeria a pena continuar nesse caminho.

A estética tosca é proposital, e, segundo eles, dá mais trabalho do que pode parecer. A rápida reação do público serve como motivação e também molda o conteúdo. A autocensura é um adversário a ser vencido.

— Com a popularidade da página, passamos a repensar as ideias antes de pôr na prática. Nesse sentido, o sucesso nos travou, mas mantivemos a criatividade bem livre apesar disso — garante ele.

O humor nonsense e debochado de páginas como Site dos Menes, Bode Gaiato e Dicas do Dollynho faz sucesso indo por um caminho parecido. Ainda assim, Viana acha que a Raposinha Sapeca vai por outra trajetória, num universo colorido, com personagens inusitados.

Sem se preocupar com o que acontecerá após deixar de ser o sucesso on-line do mês, a equipe faz planos.

— É lógico que pode haver um declínio. Buscamos vincular a Raposinha ao que está quente no momento, até agora tem dado bons resultados. Se cansar, pensamos em novos personagens e situações — resume Viana.

Tchequirau

Chegou ao fim os lançamento de faixa semanais e agora o EP “Estactite”, do De Leve, pode ser ouvido na íntegra. Confira a volta do Caramujo Sonolento:

sexta-feira

25

abril 2014

COMMENTS

terça-feira

15

abril 2014

COMMENTS

Anúncios