quarta-feira

12

novembro 2014

COMMENTS

Demoex, Democracy OS e a democracia participativa

Written by , Posted in Destaque

PiaMancine_TEDRio_DemocracyOS

Aproveitando o aparente clima de insatisfação política generalizada, é interessante observar modelos de democracia direta.

E se em vez de escolher alguém para tomar as decisões em seu nome, esse representante votasse de acordo com o resultado de enquetes online respondidas por seus eleitores, tópico por tópico?

Funcionando desde 2000, o Demoex é um partido político sueco que opera sob os preceitos da democracia representativa. Nesse sistema, um representante eleito pelo partido vota de acordo com o que for determinado por seus eleitores na plataforma online.

Quase 15 anos anos depois, a ideia começa a se espalhar. Conheça o DemocracyOS:

“Occupy Wall Street. Primavera Árabe . Tumultos gregos . Vivemos uma grande crise de representação nas últimas décadas, independentemente da nossa localização , etnia ou cultura. O sistema político insiste em excluir a maioria de nós dos espaços onde são tomadas as decisões que impacto nossas vidas. A internet mudou tudo: a nossa forma de compartilhar e consumir cultura, de comprar, vender e como nos comunicamos. Mas a internet não foi capaz de mudar em uma área-chave de nossas vidas: a política. A democracia precisa de um grande upgrade .

“Estamos trabalhando em uma ferramenta de votação e debate, de código aberto, fácil de usar, para que parlamentos, partidos e instituições que toma decisões permitam aos cidadãos se informar, participar da conversa e votar em tópicos ou expressar como eles querem que seus representantes votem.”

Os primeiros passos podem ser acompanhados através do trabalho do Partido de la Red, de Buenos Aires. O DemocracyOS não conseguiu eleger um representante, mas tem conseguido que a plataforma seja testada na votação de alguns tópicos.

A plataforma é aberta e poderia ser implementada por qualquer parlamentar ou partido. Falta, lógico, culhão, mas isso é outra história. A tecnologia já nos possibilita ter uma voz muito mais ativa do que simplesmente eleger candidato.

Anúncios

Anúncios